Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Nos EUA, Bolsonaro volta a afirmar que Brasil sofre ataques a ‘liberdades’

Em segundo dia de discurso na Cúpula das Américas, presidente afirmou que foi eleito pela democracia e que 'só sairá pela democracia'

Por Laísa Dall'Agnol Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 10 jun 2022, 15h45 - Publicado em 10 jun 2022, 14h59

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a dizer, nesta sexta-feira, que o Brasil vem sofrendo uma escalada de ofensivas contra a liberdade de expressão, e defendeu que seu governo tem trabalhado pela democracia.

A declaração foi feita durante discurso na Cúpula das Américas, que acontece em Los Angeles, nos Estados Unidos.

“Vemos no Brasil e em parte do mundo um ataque claro às liberdades individuais por opinar de forma diferente. Deixo uma mensagem de compromisso do Brasil com a integração das Américas (…) Ao longo do meu mandato, o Brasil manteve-se presente nos fóruns hemisféricos e regionais, trabalhando pela democracia, liberdade e pela prosperidade econômica e social”, afirmou.

Na última quinta, em encontro com o presidente Joe Biden, Bolsonaro já havia feito um apelo por “eleições limpas, confiáveis e auditáveis”, reafirmando que só sairá do governo “de forma democrática”.

As afirmações de que o sistema eleitoral brasileiro não é seguro são recorrentes nas falas de Bolsonaro, que ataca as urnas eletrônicas, o Tribunal Superior Eleitoral e põe em xeque as próprias eleições, levantando informações falsas de que há risco de fraude — informações essas já rechaçadas pela própria Corte.

Continua após a publicidade

Na terça, o presidente voltou a dizer que as Forças Armadas foram convidadas para participar de uma comissão de transparência eleitoral e que o tribunal teria ignorado sugestões para combater vulnerabilidades — algo que também já foi respondido pelo TSE, que afirmou que as sugestões apresentadas eram ou repetidas (em relação ao que já existe) ou inviáveis.

Ainda no discurso desta sexta, Bolsonaro reforçou o discurso de que vai defender “as liberdades” dos brasileiros a qualquer custo.

“Neste ano que o Brasil comemora 200 anos de independência, afirmamos que temos um governo que acredita em Deus, respeita os seus militares, é favorável à vida desde a concepção, defende a família e deve lealdade a seu povo (…) A liberdade é um bem maior do que a própria vida, pois um homem ou mulher sem a liberdade não têm vida”, disse.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.