Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar

Por Gustavo Maia (interino) Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Marçal antecipou casamento de Nunes com Bolsonaro, diz chefe do PT de SP

Coordenador da pré-campanha de Guilherme Boulos acredita que aliança pode aumentar rejeição ao prefeito no eleitorado paulistano

Por Ramiro Brites Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 20 jun 2024, 13h45 - Publicado em 20 jun 2024, 13h30

O presidente do diretório paulistano do PT, Laércio Ribeiro, disse nesta quinta-feira que a entrada de Pablo Marçal na disputa eleitoral antecipou o “casamento” entre Ricardo Nunes e Jair Bolsonaro.

“A entrada de Pablo Marçal colocou Ricardo Nunes numa sinuca de bico. Por um lado, obriga o prefeito, que antes só dizia estar ‘namorando’, a antecipar seu casamento com Bolsonaro. Por outro, essa antecipação fará com que o eleitorado aumente sua rejeição ao prefeito”, afirmou.

Ribeiro, que é um dos coordenadores da pré-campanha de Guilherme Boulos, lembra de pesquisa Datafolha em que 61% dos entrevistados disseram rejeitar um candidato apadrinhado pelo ex-presidente.

O petista se refere ao aguardado anúncio do ex-comandante da Rota, coronel Ricardo Mello Araújo, o preferido de Bolsonaro para compor a chapa de Nunes. No entorno do prefeito, há quem ainda acredite em uma resistência ao nome indicado pelo ex-presidente.

Continua após a publicidade

Na sexta-feira da semana passada, o ex-presidente classificou como “noivado” a relação entre Nunes e Mello Araújo. Bolsonaro foi à prefeitura, acompanhado de seu indicado e do governador Tarcísio de Freitas.

Na segunda-feira, em um almoço, o prefeito aparou arestas com líderes do PP, um dos partidos que se mostraram incomodados com a indicação de Mello Araújo. Nesta quinta, foi a vez de Tarcísio ser o anfitrião de um encontro com os representantes dos partidos aliados de Nunes para deliberar sobre o vice.

Um dos focos de resistência ao nome de Mello Araújo é o vereador Milton Leite, do União Brasil. O partido também tem conversado com Pablo Marçal e o deputado Kim Kataguiri ainda sonha em viabilizar uma candidatura pela legenda.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.