Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Mandetta é mais confiável e trabalha melhor que Bolsonaro, diz pesquisa

Para 57,6%, orientações de Mandetta na crise são mais confiáveis que os pensamentos de Bolsonaro, defendidos por 37,5% dos entrevistados

Por Robson Bonin 9 abr 2020, 06h02

Na mesma pesquisa que mediu a preocupação dos brasileiros em relação ao emprego e à saúda nesta crise do coronavírus, o Instituto Paraná Pesquisas avaliou o humor da população em relação ao desempenho do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta no combate à pandemia.

A pergunta foi direta: “na gestão da crise do coronavírus, você confia mais nas informações do presidente Jair Bolsonaro ou do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta?”

Para 57,6% dos entrevistados, as orientações de Mandetta na crise são mais confiáveis que os pensamentos de Bolsonaro. O presidente mereceu a confiança de 37,5% dos entrevistados que lhe atribuem mais credibilidade do que ao ministro da Saúde. 4,9% não opinaram.

O Paraná Pesquisas foi adiante e pergunto, especificamente sobre o presidente: “Bolsonaro está conduzindo a crise do coronavírus de forma adequada?” 56,2% dos entrevistados disseram que não conduz de forma adequada a reação à pandemia, enquanto 38,7% disseram reconhecer a ação acertada do presidente. 5,1% não opinaram.

A mesma pergunta foi feita em relação ao trabalho de Mandetta. A liderança do ministro na crise foi apontada como adequada por 65,7% dos entrevistados. A condução do ministro é reprovada por 28,7% dos entrevistados. 5,6% não opinaram.

Questionados sobre o isolamento social, motivo de discórdia entre Bolsonaro e Mandetta, 65,1% se revelaram favoráveis ao plano de isolamento da forma como está sendo feito pelos governadores nos estados contra 31,1% se mostraram contra as medidas. 3,8% não responderam.

Entre segunda e terça-feira, o instituto questionou, por meio de entrevistas virtuais, 2.372 brasileiros dos 26 estados e do Distrito Federal.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês