Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Lula bate forte em Bolsonaro: ‘cidadão desequilibrado, do mal’

Petista atacou falta de ação de Bolsonaro na crise dos combustíveis e condenou o discurso do presidente contra a urna eletrônica

Por Robson Bonin Atualizado em 21 jun 2022, 13h51 - Publicado em 21 jun 2022, 13h43

Ao falar nesta terça no lançamento das diretrizes do seu plano de governo, Lula bateu forte em Jair Bolsonaro. Para o petista, o Brasil não vive “um período de normalidade no país”, pois tem no Planalto um “um cidadão desequilibrado, um cidadão do mal”.

“Nós não estamos vivendo um período de normalidade no país… Não temos uma governança normal nesse país”, disse Lula.

“Todo mundo sabe que eleição e mineração, só vamos saber o resultado depois da eleição. Sabemos que a eleição não é uma eleição qualquer. Nós temos um cidadão desequilibrado, um cidadão do mal, um cidadão que não foi capaz de derramar uma única lágrima por 670.000 vítimas da Covid-19”, disse Lula.

“Em sua última decisão impensada — mostrando que ele é desumano –, esse cidadão foi lá no Nordeste, sobrevoou áreas atingidas pelas chuvas, nem desceu, e foi para Santa Catarina andar de jet ski. Nós não estávamos habituados a ter pessoas assim”, disse o petista.

Para Lula, “Bolsonaro prima por contar mentira, é compulsivo”. O petista lembrou que o presidente e seus filhos foram eleitos ao longo de sucessivas eleições pela urna eletrônica e agora coloca em dúvida o sistema eleitoral.

“Esse cidadão quando começa a colocar em suspeição a urna eletrônica, ele não tá colocando em suspeição a urna, está colocando a sociedade brasileira, que é quem vai tirar ele do governo”, disse o petista.

“Bolsonaro não faz outra coisa a não ser jogar a responsabilidade de suas funções nas costas de outros, como faz ao responsabilizar a Petrobras pela crise dos combustíveis”, disse Lula.

O petista disse que o presidente deve decidir e não fazer “bravata”. “Bolsonaro não quer brigar com os acionistas que ficam com o lucro exorbitante da Petrobras”, disse Lula.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)