Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Guerra no clã Odebrecht tem conversas gravadas e acusações na Justiça

Se ja era muito difícil sair um acordo entre a Emílio e Marcelo Odebrecht, agora se tornou impossível

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 16 abr 2022, 17h39 - Publicado em 16 abr 2022, 17h30

Se já era muito difícil sair um acordo entre a Emílio e Marcelo Odebrecht, agora o desfecho amigável na Justiça — onde pai e filho brigam por um patrimônio milionário — parece ter se tornado quase impossível.

A empresa e Marcelo travam uma briga ja há alguns anos nos tribunais de São Paulo em torno da ação movida pela Odebrecht para bloquear as contas de Marcelo. Nos últimos meses, houve uma tentativa de construção de acordo para encerrar a guerra.

Fora do processo, Marcelo teve contato com representantes do pai. As conversas, de conteúdo informal, foram gravadas por ele sem que seus interlocutores fossem avisados. Depois, Marcelo juntou os diálogos no processo judicial acusando as partes de tentarem coagi-lo.

Com o ato, as pontes entre os dois grupos da família foram destruídas. Ninguém, do lado de Emílio, se sente confortável em falar com Marcelo.

Continua após a publicidade

As conversas visavam um tentativa de aproximação de pai e filho. As pessoas gravadas foram Luiz Mameri, Ernesto Baiardi e Leonardo Teles. Os dois primeiros delatores da Odebrecht. O último, advogado de confiança da família há anos.

Nenhum destes interlocutores tinha poder de fechar acordo, mas aceitaram conversar para ajudar no apaziguamento da briga que já dura vários anos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.