Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Exército prepara celas para eventual prisão de Bolsonaro e militares

Diante do avanço das investigações e dos depoimentos marcados para esta quinta, força organizou um alojamento novo para receber presos por ordem do STF

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 10h07 - Publicado em 21 fev 2024, 17h46

A semana foi intensa no Quartel General do Exército, em Brasília. Com uma bateria de depoimentos — agendada pela Polícia Federal nesta quinta— de militares de alta patente investigados por envolvimento num plano golpista, o comando de Tomás Paiva tratou de se preparar para receber eventuais presos por ordem do STF.

Segundo uma graduada fonte do Exército confirmou ao Radar, um alojamento localizado no Comando Militar do Planalto, dentro do QG, recebeu melhorias para eventuais prisões. “A gente precisa se preparar. Pela antiguidade da pessoa presa, é preciso que a gente tenha uma estrutura melhor, até porque sofremos inspeção do STF, logo após as prisões”, diz esse militar ao Radar.

Na linguagem militar, quando se fala em antiguidade, trata-se, na verdade, de generais e oficiais de alta patente, mas a prisão em unidade militar é direito inclusive do ex-presidente Jair Bolsonaro, que é capitão.

Até aliados do próprio Bolsonaro, já preparados para uma eventual ordem de Moraes — “com ou sem fundamento jurídico”, como eles gostam de dizer –, consideram o alojamento no QG do Exército o lugar natural para a permanência do ex-presidente, na hipótese de uma eventual prisão.

Continua após a publicidade

Mas há, entre os investigados no STF, figuras como os generais Augusto Heleno, Walter Braga Netto e outros militares que foram flagrados em trocas de mensagens golpistas ou delatados por Mauro Cid, o ex-auxiliar de Bolsonaro que fechou delação com a Polícia Federal.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.