Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar

Por Gustavo Maia (interino) Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Exército nega ao TCU acesso da CPMI do 8 de Janeiro a dados de CACs

Instituição alega que base de dados é sigilosa; Eliziane Gama queria cruzar registros de armas com presos no ataque aos Três Poderes

Por Nicholas Shores Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 20h18 - Publicado em 6 nov 2023, 08h30

A CPMI queria cruzar os registros de CACs com os presos pelo 8 de Janeiro e saber o tamanho e o perigo da milícia armada para o golpe. Mas, em parecer ao TCU, o Comando do Exército se negou a compartilhar a base de dados com a senadora Eliziane Gama.

“Esta Força é de parecer desfavorável ao acesso às bases de dados compartilhados com o TCU”, escreveu o general Francisco Humberto Montenegro Junior, chefe de gabinete do general Tomás Paiva.

A relatora da CPMI havia pedido ao TCU o compartilhamento de dados de autorização de compra de armas de fogo e munições, emissões de certificados de registro e acervos de pessoas físicas e jurídicas. 

“Sucede que se tratam de dados protegidos pelo manto do sigilo, o que levou o Comando do Exército a classificar sua base de dados como sigilosa”, afirmou Montenegro.

Ele recomendou que Eliziane Gama refizesse o pedido, desta vez diretamente ao Comando do Exército, “para análise e providências julgadas adequadas”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.