Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Estádios arrendados

Quando fala dos estádios da Copa de 2014 e do futuro duvidoso das obras após o mundial, Aldo Rebelo costuma brincar dizendo que o Brasil não tem “elefantes brancos” em sua fauna. Apesar da graça, o próprio Aldo já começou a trabalhar para evitar que a piada vire realidade. Ele já visitou pelo menos três […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 07h48 - Publicado em 24 set 2012, 07h02

Para não virar um elefante branco

Quando fala dos estádios da Copa de 2014 e do futuro duvidoso das obras após o mundial, Aldo Rebelo costuma brincar dizendo que o Brasil não tem “elefantes brancos” em sua fauna. Apesar da graça, o próprio Aldo já começou a trabalhar para evitar que a piada vire realidade.

Ele já visitou pelo menos três vezes cada um dos doze estádios que estão sendo reformados ou construídos e a primeira alternativa trabalhada pelo governo é estabelecer acordos de concessão dos estádios públicos após os jogos.

Em viagens ao exterior, Aldo diz ter encontrado grande interesse de investidores (AEG, Amsterdam, Credicard…) interessados em arrendar as arenas para shows, convenções, reuniões e outros eventos. A ideia é estabelecer acordos com os governos estaduais para formular um modelo de concessão dos estádios públicos.

Quem não usar muito o estádio para o futebol, como deve ser o caso do Mané Garrincha, em Brasília, Manaus e Cuiabá, entre outros, pode adotar o modelo. Em Londres, por exemplo, alguns estádios das Olimpíadas estão sendo alugados para empresas chinesas.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)