Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Erenice na Funasa

Luiz Fux mandou a Polícia Federal ouvir testemunhas que possam informar qual foi o papel de Erenice Guerra, nos tempos em que ela era o braço direito de Dilma Rousseff, na manutenção de dois encrencados convênios da Funasa para a prestação de serviços de saúde indígena nas comunidades Xavante, no Mato Grosso, e Yanomami, em […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 02h41 - Publicado em 10 nov 2014, 06h02
Erenice: citada em inquérito

Erenice: citada em inquérito

Luiz Fux mandou a Polícia Federal ouvir testemunhas que possam informar qual foi o papel de Erenice Guerra, nos tempos em que ela era o braço direito de Dilma Rousseff, na manutenção de dois encrencados convênios da Funasa para a prestação de serviços de saúde indígena nas comunidades Xavante, no Mato Grosso, e Yanomami, em Roraima.

O nome de Erenice apareceu em um inquérito que investiga se Danilo Forte teve participação no desvio de verbas desses convênios, quando presidiu o órgão.

Segundo uma testemunha que já depôs, Erenice teria comandado a reunião na Casa Civil que determinou o prosseguimento dos convênios, apesar das denúncias de irregularidades. Agora, Fux quer que a PF ouça cada um dos participantes dessa reunião.

Continua após a publicidade

Publicidade