Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Bertin diz ter sido ‘colocado numa fria’ por amigão de Lula

Em empréstimo que beneficiaria o PT

Por Ernesto Neves
Atualizado em 20 abr 2018, 12h55 - Publicado em 20 abr 2018, 12h33

O empresário Natalino Bertin, dono do frigorífico Bertin, pediu absolvição no processo em que é acusado de lavar dinheiro para o pecuarista José Carlos Bumlai.

Segundo a força-tarefa da Lava-Jato, o frigorífico de Natalino foi usado em 2004 para montar uma operação de R$ 12 milhões ligada que beneficiaria o PT.

Natalino disse não saber da operação do pecuarista, próximo ao ex-presidente Lula.

Afirmou que, pelo porte da empresa, não sabia de todas as transações que ocorriam dentro dela.

Continua após a publicidade

“… não é preciso muito para se entender que a estrutura gigantesca do Frigorífico Bertin facilitou não só o trânsito do dinheiro, como a própria ocultação do conhecimento da operação pelo próprio Natalino, que, literalmente teve a empresa de que era um dos administradores contratuais e sócio usada, tendo sido colocado na posição de réu injustamente por duas vezes”, escreveu a defesa.

“Como ressaltado e assumido pelo próprio José Carlos Bumlai, Natalino “entrou numa fria”, afirmaram os advogados.

Segundo os procuradores, o PT pretendia usar a quantia para silenciar Ronan Maria Pinto.

Continua após a publicidade

Ele teria ameaçado revelar o envolvimento de lideranças do partido com o assassinato do prefeito Celso Daniel, em 2002.

 

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.