Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Associação recorre de decisão que manteve inquérito contra procuradores

Rosa Weber negou pedido para suspender investigação que apura se integrantes da Lava-Jato investigaram ministros ilegalmente

Por Mariana Muniz 24 mar 2021, 17h10

A Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR) recorreu da decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, que negou pedido para suspender um inquérito aberto pelo presidente do STJ, Humberto Martins, contra procuradores da Lava-Jato de Curitiba. 

A ministra havia negado liminarmente um habeas corpus apresentado pela entidade nesta terça-feira por entender que os alvos do inquérito não estão com sua liberdade em risco. O inquérito apura se os integrantes do MPF do Paraná investigaram ilegalmente ministros do STJ. 

Agora, os procuradores pedem que Rosa reexamine sua decisão “para que todos os associados da ANPR que estejam na iminência de sofrer constrangimento ilegal pela tramitação da investigação impugnada, em especial os que tenham desempenhado funções na Força-Tarefa da Operação Lava Jato, sejam dispensados de depor, caso venham a ser intimados para tanto pelo Relator no STJ, e resguardados de quaisquer medidas cautelares relacionadas ao citado inquérito”.

Publicidade