Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Após um ano, PF ainda tenta obter senhas de celulares de Luciano Hang

Com aparelhos apreendidos, em agosto do ano passado, o empresário se recusou a fornecer chaves de acesso

Por Ramiro Brites Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 13 Maio 2024, 22h39 - Publicado em 22 ago 2023, 11h54

A Polícia Federal trabalha há um ano para acessar os celulares do empresário Luciano Hang, conhecido nas redes sociais como “Véio da Havan”. Com a apreensão, em agosto do ano passado, Hang negou o fornecimento das senhas de acesso aos aparelhos de telefone. 

“Consta, segundo informação policial, que a perícia técnica ainda trabalha no processo de identificação das referidas senhas”, diz petição assinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, em 18 de agosto deste ano. 

Hang é investigado junto aos integrantes do grupo de WhatsApp “Empresários & Política”, no qual Meyer Joseph Nigri repassou uma fake news que recebeu do então presidente Jair Bolsonaro. A apuração da PF encontrou nas conversas ataques ao Supremo Tribunal Federal, ao Tribunal Superior Eleitoral, aos ministros das Cortes e às urnas eletrônicas.

Na decisão, Moraes arquiva a investigação de seis participantes do grupo de Whatsapp “por ausência de justa causa”. Ele também devolve os bens apreendidos dos empresários, à exceção de dois iPhones de Hang “para continuidade das tentativas de desbloqueio e posterior análise dos dados armazenados”. Hang e Nigri serão investigados por mais sessenta dias.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.