Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

A trilha sonora de um intruso petista na largada da pré-campanha de Tabata

Deputada fez um manifesto a São Paulo, na casa de sua família, zona sul da capital, ao som de 'Comunista de Buteco'

Por Ramiro Brites Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 8 Maio 2024, 16h37 - Publicado em 25 jan 2024, 13h16

A deputada Tabata Amaral escolheu o aniversário da cidade e a casa onde cresceu, na zona sul de São Paulo, para o pré-lançamento da campanha nas eleições municipais. Ela avisou aos convidados sobre os latidos de cachorro e as músicas altas do vizinho, mas não esperava o timing da trilha sonora que vinha da casa ao lado.

Quando ela fazia o discurso inicial, entre José Datena e Márcio França, o vizinho pôs a tocar o funk Comunista de Buteco, do DJ Saddam, uma ode ao “Partido Cachaceiro Comunista”.

A trilha sonora continuou durante a fala das demais autoridades, inclusive do vice-presidente Geraldo Alckmin, que participou por vídeo ao lado da esposa, Lu.

A música foi tão persistente que o ministro Márcio França preferiu fazer graça ao ignorar e disse que o vizinho tinha combinado a trilha com Datena.

“Quando você ficou emocionado, ele tocou Chopin, quando você falou do Ricardo Nunes, ele colocou aquela ‘Ciao, Ciao, Ciao’ (hino do comunismo italiano) e quando você parou de falar ele tocou ‘Lula lá’”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.