Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A reação do Irã

A censura a Paulo Coelho no Irã terá novos capítulos nos próximos dias. Hoje, a agência de notícias iraniana IBNA (Iran Book News Agency, na sigla em inglês) publicou nota espinafrando a obra de Coelho. Foi acusado até de desenvolver a “história da magia negra”. A agência afirmou não ter vínculos com o governo, mas […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 13h11 - Publicado em 11 jan 2011, 19h27

A censura a Paulo Coelho no Irã terá novos capítulos nos próximos dias. Hoje, a agência de notícias iraniana IBNA (Iran Book News Agency, na sigla em inglês) publicou nota espinafrando a obra de Coelho. Foi acusado até de desenvolver a “história da magia negra”.

A agência afirmou não ter vínculos com o governo, mas o editor de Paulo Coelho, Arash Hejazi, nega a versão. Diz Arash:

– A IBNA pertence ao Ministério da Cultura. Isso é muito interessante. Eles estão explicando porque proibiram os livros. O fato do governo não ter negado a notícia significa que eles se viram no meio da tempestade e não sabem como reagir. Eles vão reagir nos próximos dois dias.

Publicidade