Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

“Prezo da amizade do doutor”

Se o depoimento de Wladimir Garcez à CPI mista do Cachoeira for verdadeiro, poucos vereadores na história do país terão sido tão influentes nas altas rodas políticas da República como o ex-vereador de Goiânia. Na carta que leu à CPI, Garcez deu respostas coreografadas para uma série de falcatruas envolvendo o bicheiro Carlinhos Cachoeira e […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 08h47 - Publicado em 24 Maio 2012, 19h22

Amigão do comparsa do Cachoeira

Se o depoimento de Wladimir Garcez à CPI mista do Cachoeira for verdadeiro, poucos vereadores na história do país terão sido tão influentes nas altas rodas políticas da República como o ex-vereador de Goiânia. Na carta que leu à CPI, Garcez deu respostas coreografadas para uma série de falcatruas envolvendo o bicheiro Carlinhos Cachoeira e políticos no seu entorno.

Surpreendendo integrantes da ala governista na CPI, Garcez se dispôs também a relatar sua suposta rede de contatos. Em dado momento, enfileirou os nomes de “lideranças” que dizia conhecer e ter amizade: José Eduardo Cardozo, Henrique Meirelles, Iris Rezende, Olavo Noleto, Marconi Perillo e até Mário Covas. Na parte que deixou os governistas preocupados, Garcez fala de Noleto, o assessor especial da Secretaria de Relações Institucionais:

— Prezo da amizade do doutor Olavo Noleto, assessor especial do Palácio do Planalto, com quem mantenho relacionamento desde quando fui presidente da Câmara do governo do PT de Pedro Wilson, mesmo pertencendo ao PSDB. Já me encontrei várias vezes com eles, mas nunca para tratar de qualquer assunto ilícito.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)