Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

BRF dribla pandemia com videoauditorias

Empresa conseguiu, por este método, licenças para exportar para China, Omã e México

Por Josette Goulart Atualizado em 30 mar 2021, 10h28 - Publicado em 30 mar 2021, 08h13

Com a pandemia e a dificuldade de locomoção pelo mundo, a BRF acelerou seu programa de videoauditorias para obter habilitação de exportação para países que exigem fiscalização presencial, mas estão aceitando uma auditoria filmada e transmitida em tempo real. A empresa conseguiu recentemente, por este método, autorização para exportar peru para o México e empanados para Omã. O método também é usado nas auditorias chinesas, que no ano passado chegou a suspender compras de algumas fábricas no Brasil por conta da pandemia. 

Para conseguir fazer este tipo de videoauditoria, a empresa teve que digitalizar todas as suas fábricas colocando desde cobertura de rede wi-fi até infraestrutura digital para garantir a estabilidade da conexão e segurança. “Mesmo nas fábricas, em municípios mais isolados, nós instalamos toda a infraestrutura digital”, diz a vice-presidente global de relações institucionais, Grazielle Parenti. Os técnicos da empresa respondem perguntas ao vivo e são acompanhados de um fiscal do Ministério da Agricultura e de um tradutor.

Em 2020, a empresa exportou 609 mil toneladas de alimentos, o que representou uma queda de quase 9% comparado com o ano anterior. A receita líquida chegou a 4,3 bilhões de reais e nem a valorização do dólar foi suficiente para evitar uma queda de quase 5%.

Leia também:

  • Bolsonaro escolhe novo chefe do Itamaraty e anuncia outros nomes.
  • Pujol reúne alto comando do Exército para tratar de possível saída.
  • Demissão de Azevedo abre intervenção política de Bolsonaro na área militar.
  • ‘Bolsonaro pediu o cargo’, diz aliado de Fernando Azevedo.
  • Escolha de diplomata de carreira como chanceler traz alívio ao Itamaraty.
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)