Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

O Som e a Fúria

Por Felipe Branco Cruz Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

Frankensteins musicais: as 3 MTGs mais insólitas das paradas brasileiras

De Luiz Gonzaga a Zé Neto & Cristiano, um tipo de funk surgido em Belo Horizonte está misturando ritmos antagônicos nas paradas

Por Felipe Branco Cruz Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 9 jul 2024, 15h14

Nas últimas semanas, a sigla MTG começou a aparecer ao lado das músicas que lideram as listas das mais tocadas do Brasil no streaming e nas rádios. Abreviação para “montagem”, as MTGs nada mais são do que remixes ou versões de canções de sucessos feitas com uma nova batidão. O estilo surgiu na cena do funk da música eletrônica de Belo Horizonte e conquistou o país. Como a base das MTGs são canções já conhecidas, surgiram alguns verdadeiros frankensteins da música com mistura de estilos completamente antagônicos com o funk.

Por um lado, as MTGs têm o mérito de resgatar canções antigas de estrelas da MPB, como Caetano Veloso e Seu Jorge, fazendo que os mais jovens comecem a ouvi-las também. Por outro lado, esbarram numa polêmica, a legalidade da prática, já que algumas músicas não têm autorização das editoras nem dos compositores para serem usadas. O resultado são montagens bizarras. A seguir, apontamos as três mais insólitos, confira:

Pagode Russo, de Luiz Gonzaga

Um dos clássicos do baião de Luiz Gonzaga perdeu a sanfona, triângulo e zabumba para ganhar batidão grave.

Continua após a publicidade

Barulho do Foguete, de Zé Neto & Cristiano

A música sertaneja consegue se mesclar com vários ritmos. Dessa vez, o sertanejo universitário de Zé Neto & Cristiano perdeu toda a sua verve caipira para cair no funk.

Continua após a publicidade

Chihiro, de Billie Eilish

O maior hit do MTG é também uma dos maiores frankestein do momento. A lenta e introspectiva canção de Billie Eilish ganhou uma imensa popularidade no Brasil com essa nova montagem.

Continua após a publicidade

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

  • Tela Plana para novidades da TV e do streaming
  • O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
  • Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
  • Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.