Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Som e a Fúria

Por Felipe Branco Cruz
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

A reação de Anitta a ataques de intolerância por clipe com candomblé

Cantora denunciou nas redes sociais que perdeu milhares de seguidores depois de divulgar vídeo que vai falar sobre sua religiosidade

Por Amanda Capuano Atualizado em 14 Maio 2024, 11h16 - Publicado em 13 Maio 2024, 12h02

A cantora Anitta perdeu 100 000 seguidores depois de anunciar, na manhã desta segunda-feira, 13, um clipe em que exalta a sua religião, o Candomblé. Programado para a próxima quarta-feira, o vídeo de Aceita foi anunciado com uma legenda que reproduz a sinopse do desfile da escola de samba Unidos da Tijuca, que vai narrar a história do orixá Logun Edé em 2025, e traz fotos da cantora no terreiro. “Perdi 100k seguidores depois de anunciar o clipe que vou mostrar minha religião. Laroyê Exu tirando tudo que já não me serve mais”, escreveu a carioca em um stories no Instagram.

Nas fotos publicadas, Anitta aparece paramentada para o clipe, mas também em atividades religiosas cotidianas, como em imagens em que surge cozinhando no terreiro. Nos comentários da publicação, diversas pessoas atacaram a religião da cantora com frases como “só Deus salva”, “tá repreendido”, “axé abre o caminho para o inferno”, “quando a espada de Jeová chegar aí conversamos”, entre outras. Anitta, no entanto, também recebeu muito apoio dos seguidores, que exaltaram a iniciativa de falar sobre a religião mesmo diante da intolerância crescente.

Em coletiva realizada recentemente para promover o álbum Funk Generation, Anitta explicou que a canção faz referência a Exu, e que foi escrita para homenagear a própria fé.  “Tem a ver com a minha religião, mas também com a cultura funk, que nada mais é também que cultura afro, que é a mistura e também a quebra de preconceitos religiosos que eu sempre gosto de fazer no meu trabalho, na minha vida”, disse ela na ocasião.

Batizada e criada na igreja católica, onde costumava cantar quando criança, ao lado do avô, Anitta deixou a instituição depois que um de seus padres preferidos foi expulso por homenagear a cultura negra e religiões de matriz africana. Frustrada com a situação, ela se voltou para o Candomblé, crença seguida por seu pai, e desenvolveu uma relação estreita e duradoura com a religião.

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.