Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Som e a Fúria Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Felipe Branco Cruz
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

A contundente manifestação dos fãs de Taylor Swift após descaso da T4F

Os fãs ficarão em silêncio com o objetivo de pressionar a organizadora do evento, a equipe da cantora e o estádio por justiça pela morte de fã

Por Felipe Branco Cruz Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 20 nov 2023, 16h16 - Publicado em 20 nov 2023, 15h12

Os fãs de Taylor Swift estão se organizando pelas redes sociais para fazer uma manifestação durante o show da cantora nesta segunda-feira, 20, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro. Eles prepararam um protesto silencioso durante a música Champagne Problems, no qual todos ficarão em silêncio e com as luzes dos celulares e das pulserinhas apagadas. O objetivo, segundo os fãs, é homenagear a fã Ana Clara Benevides Machado, de 23 anos, que morreu no sexta-feira, 18, de uma parada cardiorrespiratória, provavelmente causada pelas altas temperaturas e condições insalubres do local.

“O objetivo não é atrair hate ou fazer Taylor se sentir mal, e sim exigir justiça, não somente por parte da Taylor e equipe (que devem mostrar o mínimo de humanidade e apoio à família), mas especificamente por parte da T4F, Estádio Nilton Santos e patrocinadores”, diz um trecho da nota.

A reação dos fãs ocorre após um vídeo da mãe Ana Clara, bastante abalada, dizendo que foi preciso fazer uma vaquinha para levantar recursos para o traslado do corpo para sua cidade natal. O pai da garota também disse que nem a equipe de Taylor nem a T4F o procuraram para auxiliá-lo. Em 12 horas, os fãs levantaram 30 mil reais.

Para além da inaceitável morte da fã, a passagem da cantora pelo Rio de Janeiro foi marcada por um verdadeiro caos organizacional. Na última sexta-feira, 17, Taylor Swift subiu ao palco do Engenhão para a primeira de seis apresentações da turnê The Eras no Brasil. Nas cadeiras do estádio o calor era intenso, mas foi o que se desenrolou na pista que expôs com toques de crueldade a ganância e o descaso do mercado da música brasileira com os fãs. Nas redes sociais, fãs relatam queimaduras graves ao caírem no chão da pista, que foi recoberto com um material metálico mesmo com a previsão de calor extremo. Em um dos relatos, uma fã denunciou que os enfermeiros e médicos no local tentaram esconder a situação da equipe de Taylor. “O médico responsável levantou a minha perna para confirmar para o chefe de segurança da Taylor e disse que eu estava com feridas e escoriações. Com muita insistência, ele confirmou a queimadura”, diz a publicação, que traz fotos de queimaduras claras. Outro fator que intensificou a situação foi o uso inadmissível de tapumes nas aberturas de ventilação do estádio que permitiriam a circulação de ar, abafando ainda mais o local.

Procurada pela reportagem de VEJA, a T4F enviou a seguinte nota oficial: “Nós realizamos o contato com a família via nossa equipe de assistência social e respeitamos o direito de privacidade da família e dos amigos neste momento de dor e luto que não quiseram falar conosco. Reforçamos que continuamos com o canal de contato aberto com a família e solidários neste momento difícil e ficamos à disposição para dar toda a assistência necessária”.

Continua após a publicidade

https://twitter.com/forumpandlr/status/1726657645044527267/photo/1

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.