Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Noblat

Por Coluna
O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Generais ouvem calados elogios a torturador

Silêncio cúmplice

Por Ricardo Noblat
Atualizado em 1 mar 2018, 09h00 - Publicado em 1 mar 2018, 09h00

Em setembro passado, ele já havia defendido publicamente uma intervenção militar no país. Não foi punido. Dois meses depois, disse que o governo do presidente Michel Temer só se mantinha de pé porque montara “um balcão de negócios”. Não foi punido.

Ao despedir-se, ontem, da carreira militar, o general Antonio Hamilton Mourão, secretário de Economia e Finanças do Comando do Exército, chamou de herói e exaltou as qualidades do ex-coronel Brilhante Ustra, famoso por ter torturado presos políticos durante a ditadura de 64.

Foi ouvido calado por seus colegas de farda e aplaudido ao fim do discurso no Salão de Honras do Comando Militar do Exército, em Brasília. A respeito dele, nas redes sociais, o general Eduardo Villas Bôas, comandante do Exército, escreveu:

“Na cerimônia de passagem para reserva do General Mourão – soldado na essência d’alma! -, sentimos emoção genuína e reconhecimento ao Exército. Todos te agradecemos amigo Mourão os exemplos de camaradagem, disciplina intelectual e liderança pelo exemplo”.

Continua após a publicidade

À saída da cerimônia, Mourão renovou seu apoio à candidatura a presidente do deputado Jair Bolsonaro (“Se tiver que subir no palanque, eu subo”), criticou os políticos (“As pessoas entram na política não para servir, mas para se servir”) e até a Justiça.

Está pronto para disputar em breve a presidência do Clube Militar, no Rio, que reúne oficiais como ele que passaram à reserva.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.