Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho e Isabella Alonso Panho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

RS vai repassar R$ 2.500 a cada família e dividir doação recebida por Pix

Medidas foram anunciadas nesta sexta-feira pelo governador Eduardo Leite (PSDB)

Por Da Redação Atualizado em 17 Maio 2024, 16h47 - Publicado em 17 Maio 2024, 15h39

Cada família que foi prejudicada pelas chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul receberá um repasse único de 2.500 reais do governo estadual. A medida foi anunciada pelo governador Eduardo Leite (PSDB) na tarde desta sexta-feira, 17, no âmbito de um amplo programa de auxílio às vítimas e reconstrução do estado.

Além do valor que será desembolsado pelo Executivo estadual, as famílias terão direito a um pagamento único de 2.000 reais provenientes das doações coletadas por meio do Pix SOS Rio Grande do Sul, que somaram mais de 100 milhões de reais.

O Plano Rio Grande prevê, entre outras ações, a construção de moradias temporárias para famílias desalojadas pelos temporais. As estruturas provisórias serão localizadas em Porto Alegre, Canoas, São Leopoldo e Guaíba, municípios que concentram cerca de 70% de toda a população gaúcha desabrigada, segundo informações da Secretaria de Comunicação estadual. A previsão é que esses abrigos contenham dormitórios com divisórias, cozinhas, lavanderias, banheiros e espaços recreativos para crianças.

Repasse financeiro do governo federal

O anúncio da medida estadual ocorre poucos dias após o lançamento de uma iniciativa semelhante do governo Luiz Inácio Lula da Silva, que também irá pagar um valor emergencial às vítimas das chuvas. Divulgado na última quarta-feira, 15, pelo ministro da Casa Civil, Rui Costa, o programa Auxílio Reconstrução deve pagar 5.100 reais a cada família, via Pix, por meio da Caixa Econômica Federal.

Continua após a publicidade

Para viabilizar a transferência dos recursos, o governo federal determinou que a Defesa Civil de cada município deve informar as áreas atingidas pelas enchentes, de forma que cada imóvel dessas zonas terá direito a um repasse, que deve ser solicitado pelo aplicativo de smartphone da Caixa. O banco solicitou também que empresas locais de água, energia e telefonia compartilhem dados para facilitar a análise dos pedidos.

Outra medida anunciada por Costa é a liberação imediata de 6.200 reais do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para residentes de municípios que já tenham decretado estado de emergência ou calamidade pública.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.