Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Reeleito no PA, Helder usou avião da família do prefeito ‘rei do garimpo’

Campanha do governador arrendou aeronave registrada em nome do filho de Valmir Climaco (MDB), prefeito de Itaituba (PA), epicentro do ouro ilegal no país

Por João Pedroso de Campos Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO , Reynaldo Turollo Jr.
Atualizado em 10 out 2022, 17h08 - Publicado em 10 out 2022, 16h08

Reeleito governador do Pará ainda em primeiro turno, com impressionantes 70% dos votos, Helder Barbalho (MDB) percorreu o vasto território do estado durante parte da campanha a bordo de um avião King Air B300, matrícula PT-WSI.

Arrendada por 203.196 reais pela campanha de Helder, conforme declaração à Justiça Eleitoral, a aeronave pertence a Valmir Climaco de Aguiar Filho, um rapaz de 28 anos que vem a ser filho de Valmir Climaco de Aguiar (MDB), aliado do governador e prefeito de Itaituba (PA), conhecida como “cidade pepita” devido à forte presença do garimpo em seu território — origem de 81% de todo o ouro classificado como ilegal no Brasil em 2019 e 2020.

Empresário, madeireiro, proprietário de área de mineração, fazendeiro e dono de uma extensa ficha na Justiça, Climaco, o prefeito “rei do garimpo”, notabilizou-se por ter expandido sobremaneira a presença desse tipo de atividade na cidade em seus dois mandatos, como mostrou reportagem de capa de VEJA em abril.

Já o filho dele é empresário, com participações em sociedade com suas irmãs em empresas com atuação em ramos como criação de gado, empreendimentos imobiliários, transportes e cargas. Segundo dados da Agência Nacional de Mineração (ANM), não há registro de que Valmir Filho atue com garimpo. Em seu nome há somente um requerimento de registro de licença para extração de areia e cascalho de uma área de Itaituba. O requerimento, de 2020, está em fase de licenciamento.

Com dois motores turbohélice e capacidade para nove pessoas, o avião arrendado pela campanha de Helder Barbalho foi fabricado em 1997 pela Raytheon Aircraft e registrado em nome de Valmir Filho em janeiro deste ano. Segundo dados do Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a aeronave só pode ser usada em serviços aéreos privados e não tem permissão para táxi aéreo.

Continua após a publicidade

Além do governador reeleito, outro candidato emedebista do Pará a usar um avião da família de Valmir Climaco foi o deputado federal reeleito José Priante, primo de Helder Barbalho. A campanha de Priante pagou cerca de 52.000 reais a Valmir Filho pelo arrendamento de um Beech Aircraft BE58, fabricado em 2001 e registrado em nome do dono em junho de 2022. A aeronave também não tem permissão para operação de táxi aéreo.

Prefeito ‘rei do garimpo’

Não há nenhuma ilegalidade na operação de aluguel do avião para o governador Barbalho, mas esse tipo de negócio mostra a grande proximidade entre políticos e empresários de garimpo na região. Sob a gestão de Valmir Climaco, o garimpo ganhou tamanho impulso que ocupa hoje em Itaituba uma área pouco maior do que a de uma capital como Curitiba. Graças a brechas oferecidas pela legislação estadual, o prefeito concedeu mais de 400 licenças garimpeiras em sua gestão, como ele mesmo diz. A cidade tornou-se também a origem de 81% de todo o ouro classificado como ilegal no Brasil em 2019 e 2020 (6,3 toneladas de um total de 7,7), segundo estudo dos pesquisadores Raoni Rajão e Bruno Manzolli, da UFMG, em cooperação com o Ministério Público Federal.

Em 2020, quando se reelegeu, Climaco declarou à Justiça Eleitoral possuir 948.634 reais em bens, incluindo um avião Cessna estimado por ele em 250.000 reais e vários imóveis. Em junho, um vídeo que mostrava um iate de luxo de três andares sendo transportado por carretas movimentou as redes sociais dos moradores de Itaituba. O iate é de Valmir Climaco, que afirmou ao jornal paraense O Liberal que a embarcação vale 12 milhões de reais, foi construída em Manaus (AM), e está registrada em nome da empresa Porto Tapajós, que pertence à família dele.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.