Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Pesquisa: Lula lidera com folga, e Tarcísio é nome mais forte na oposição

Levantamento exclusivo do instituto Paraná Pesquisas mostra como está a corrida presidencial para 2026

Por Da Redação
Atualizado em 13 out 2023, 13h39 - Publicado em 13 out 2023, 10h30

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera com folga a corrida presidencial para 2026, segundo levantamento feito entre os dias 29 de setembro e 3 de outubro pelo instituto Paraná Pesquisas e divulgado nesta sexta-feira, 13. De acordo com a pesquisa, Lula tem entre 36,6% e 37,7% dos votos em quatro cenários pesquisados.

No principal cenário, com todos os principais nomes cotados até agora, Lula tem 36,6% das intenções de voto. Seu perseguidor mais próximo é o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), que aparece com 12,7%.

Na sequência, quatro candidatos de centro aparecem empatados dentro da margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos: Simone Tebet (MDB), Sergio Moro (União Brasil), Ciro Gomes (PDT) e Romeu Zema (Novo) — veja quadro abaixo.

Nos outros três cenários, com um número menor de candidatos, Tarcísio de Freitas é o que se sai melhor como adversário de Lula: ele atinge 18,9% das intenções de voto. Romeu Zema chega a 15,3%, enquanto Ratinho Junior consegue 12,8%.

arte pesquisa Lula
(./.)

É claro que há ainda muitas variáveis para definir como se dará a próxima disputa presidencial. Uma delas é saber se de fato Lula será candidato — ele disse na campanha que não seria, mas hoje ninguém leva muito a sério essa afirmação. Outra dúvida é como estará a situação econômica e social.

Também podem interferir, segundo especialistas, mudanças no cenário internacional, como eventuais vitórias da direita com Donald Trump, nos Estados Unidos, e Javier Milei, na Argentina. Em paralelo, é difícil saber se as legendas de centro vão conseguir construir uma candidatura única de oposição. Na última eleição, a fragmentação inviabilizou qualquer esforço para evitar a polarização.

Avaliação

A pesquisa também mostra um país dividido em relação ao governo Lula, em um cenário muito parecido com o da eleição: 51,6% aprovam o trabalho do petista, enquanto 43,7% desaprovam – veja reportagem completa na edição de VEJA desta semana.

A pesquisa foi feita por meio de 2.020 entrevistas em 162 municípios dos 26 estados e do Distrito Federal.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.