Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho e Isabella Alonso Panho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Governo Lula antecipa reunião em meio a pressão e greves de servidores

Ministério da Gestão abre diálogo com entidades sindicais após anúncio de paralisação de servidores da educação; agentes do Ibama suspendem ações

Por Victoria Bechara Atualizado em 9 Maio 2024, 12h32 - Publicado em 9 abr 2024, 09h00

O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos marcou uma reunião com entidades sindicais na próxima quarta-feira, 10, para discutir reajuste salarial e reestruturação de carreiras de servidores públicos federais. O encontro estava previsto para maio, mas foi antecipado após pedidos dos sindicatos.

A reunião ocorre em meio ao aumento da mobilização de diversas categorias. Na última quarta-feira, 3, funcionários dos institutos federais de ensino anunciaram greve. Os professores do ensino superior aprovaram indicativo de paralisação a partir de 15 de abril. Técnicos das universidades federais também estão parados desde 11 de março. As aulas foram suspensas em pelo menos 300 campi.

Há paralisação em outras áreas. Servidores do Ibama e ICMBio suspenderam a maioria das ações de fiscalização há mais de três meses e mantêm apenas as atividades burocráticas e administrativas. Funcionários do Banco Central, Comissão de Valores Mobiliários (CVM), auditores agropecuários e analistas de comércio exterior também organizam ações de mobilização e paralisações pontuais.

O Ministério da Gestão apresentou proposta de aumento do auxílio-alimentação, auxílio-saúde e auxílio-creche em 2024. O reajuste salarial, porém, está previsto apenas para 2025 e 2026, o que desagradou os servidores. O debate é feito por meio da Mesa de Negociação Permanente, reaberta pela pasta no ano passado, com a participação de vinte representantes de entidades sindicais.

Continua após a publicidade

Marcha nacional

O Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) convocou uma marcha nacional em Brasília para o dia 17 de abril. Um dia antes, as reivindicações dos servidores também serão debatidas na Comissão de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados. 

Reuniões

Em meio à pressão, a ministra da Gestão, Esther Dweck, se reuniu com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, na última quinta-feira, 4, para tratar da arrecadação. Ela também se encontrou com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e com o presidente do Ibama, Rodrigo Agostinho, para falar sobre a reestruturação das carreiras ambientais.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.