Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse e Diogo Magri. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Fachin: ‘Não cederemos. Diálogo sim, joelhos dobrados por submissão, jamais’

Na Bahia, presidente do TSE manda recado a Bolsonaro e diz que é importante que todos os Poderes digam, sem subterfúgios, que vão respeitar a eleição

Por Da Redação Atualizado em 13 Maio 2022, 19h57 - Publicado em 13 Maio 2022, 19h49

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, voltou nesta sexta-feira, 13, a mandar duros recados ao presidente Jair Bolsonaro (PL), às Forças Armadas e a todos aqueles que tentam colocar em dúvida o processo eleitoral brasileiro, como havia feito no dia anterior, e disse que a Justiça não ficará de “joelhos dobrados por submissão”.

“A nenhuma instituição ou autoridade a Constituição atribui poderes que são próprios e exclusivos da Justiça Eleitoral. Não permitiremos a subversão do processo eleitoral. E digo, com todas as letras, para que não se tenha dúvida: para remover a Justiça Eleitoral de suas funções, este presidente teria antes que ser removido da presidência. Não cederemos. Diálogo sim, joelhos dobrados por submissão, jamais”, disse em discurso no Congresso Brasileiro de Magistrados, em Salvador (BA).

O ministro, que em agosto passará o cargo para Alexandre de Moraes, mandou outro recado a Bolsonaro ao dizer que todos os Poderes da República devem respeitar a eleição. “É importante que todos os Poderes digam, sem subterfúgios, que vão respeitar o processo eleitoral de outubro de 2022”, afirmou.

Fachin ainda fez referência velada à declaração de Bolsonaro em sua live na quinta-feira, 12, de que o presidente do TSE estaria vendo “fantasma” ao fazer seus alertas sobre a tentativa de desacreditar o resultado da disputa presidencial. “Dizem que falo de fantasmas (…). A desinformação tem nome e origem, não é um fantasma (…) Assistimos, quase incrédulos, a normalização de ataques às instituições impulsionadas por práticas de desinformações”, disse.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês