Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Ceará: Capitão Wagner lidera disputa com a esquerda em dois cenários

Deputado federal do Pros, que tem a simpatia do bolsonarismo, só não leva vantagem quando o candidato do grupo que comanda o estado é Cid Gomes

Por Da Redação
1 jul 2021, 10h28

O deputado federal Capitão Wagner (Pros) lidera dois dos três cenários da corrida ao governo do Ceará em 2022, segundo levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas entre os dias 25 e 29 de junho.

O policial militar, que sempre teve a simpatia do eleitor bolsonarista, só não lidera quando o candidato da frente que governa o estado há quatro mandatos – uma coalização formada pelo PT e pelo grupo político de Ciro Gomes (PDT) – é o senador Cid Gomes (PDT). Nessa situação, Capitão Wagner tem 38% dos votos contra 35,1% do pedetista e estão empatados dentro da margem de erro, que é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

Nesse cenário, a ex-prefeita de Fortaleza e deputada federal Luizianne Lins (PT) tem 10,2% das intenções de voto. Há dúvidas se o PT terá candidato ao governo cearense em 2022, já que o governador Camilo Santana, apesar de ser do partido, pode compor com os irmãos Gomes, que apoia a sua gestão. Além disso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negocia uma composição no estado com o grupo do ex-senador Eunicio Oliveira (MDB).

Nos outros dois cenários, Capitão Wagner bate os outros cotados para serem candidatos pelo grupo dos irmãos Gomes: o ex-prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio (PDT) ou o deputado federal Mauro Benevides Filho (PDT), que hoje é secretário de Planejamento da gestão Camilo Santana (veja quadros abaixo).

Continua após a publicidade

Na eleição para a prefeitura de Fortaleza, em 2020, Capitão Wagner travou uma briga acirrada com o candidato pedetista, José Sarto, no segundo turno e acabou derrotado por 51,7% a 48,3% dos votos válidos. Luizianne Lins chegou em terceiro lugar no primeiro turno, com 17,8%.

A pesquisa foi feita por meio de entrevistas telefônicas (sem o uso de robôs) em 84 muicípios do Ceará.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.