Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Belém: raro prefeito de esquerda, Edmilson Rodrigues larga atrás para 2024

Um dos quatro nomes esquerdistas a vencer em uma capital em 2020, ele está em desvantagem para o deputado Éder Mauro (PL), segundo o Paraná Pesquisas

Por Da Redação
Atualizado em 7 nov 2023, 07h40 - Publicado em 7 nov 2023, 07h30

Um dos raros políticos de esquerda eleitos em capitais na disputa de 2020, o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL) deverá ter dificuldades para conseguir um novo mandato no ano que vem, de acordo com levantamento divulgado nesta terça-feira, 7, pelo instituto Paraná Pesquisas.

Segundo a sondagem, no principal cenário, Rodrigues aparece em segundo lugar, com 16,6% das intenções de voto, atrás do deputado federal Éder Mauro (PL), que tem 24,0%. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em seguida, aparece Everaldo Eguchi, também do PL e também delegado, como Éder Mauro, que tem 9,6% — pelo Patriota, ele foi o segundo colocado na eleição de 2020, quando foi derrotado no segundo turno por Edmilson Rodrigues.

Depois, aparecem os deputados estaduais Thiago Araújo (Cidadania) e Zeca Pirão (MDB), ambos com 9,1%; o senador Beto Faro (PT) e o deputado estadual Igor Normando (Podemos), ambos com 6,5%.

Entre os entrevistados, 13,3% disseram que irão votar em branco, nulo ou nenhum, enquanto 5,2% não souberam ou não responderam. A pesquisa ouviu 812 eleitores de Belém entre os dias 2 e 6 de novembro

Continua após a publicidade

Avaliação

O desempenho ruim de Edmilson Rodrigues na pré-corrida eleitoral é consequência da má avaliação de sua gestão à frente da prefeitura. Segundo a pesquisa, ela é desaprovada por 71,3% da população e aprovada por apenas 25,9% — outros 2,8% não souberam ou não quiseram responder.

Edmilson Rodrigues está no seu terceiro mandato como prefeito. Antes, quando era filiado ao PT, comandou a cidade entre 1997 e 2004. Em 2005, migrou para o PSOL, onde conseguiu mandatos de deputado estadual e federal. Hoje, tem como vice o petista Edilson Moura.

Em 2020, ele foi um dos quatro prefeitos de esquerda a conquistar uma capital: os outros foram João Campos (PSB, em Recife), José Sarto (PDT, em Fortaleza) e Edvaldo Nogueira (PDT, em Aracaju). O PT teve naquele ano o seu pior desempenho desde que foi fundado e, pela primeira vez, não venceu em nenhuma capital.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.