Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

José Casado

Por José Casado
Informação e análise
Continua após publicidade

Bolsonaro e Lula brigam com os eleitores insatisfeitos

Eles resolveram desconsiderar e desqualificar a vontade de parte expressiva do eleitorado que se declara insatisfeita com as atuais opções para 2022

Por José Casado Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 24 jul 2021, 14h11 - Publicado em 24 jul 2021, 09h00

Jair Bolsonaro e Lula resolveram desconsiderar e desqualificar a vontade de parte expressiva do eleitorado que se declara insatisfeita com o atual cardápio de opções para as eleições presidenciais do ano que vem.

Não é pouca gente. Cerca de 40% dos eleitores têm classificado como “ruins” ou “péssimas” as alternativas listadas nas pesquisas para 2022, lideradas por Lula e Bolsonaro.

É clara indicação de fadiga com a persistência do clima de confusão política, no qual se estimulam o ex-presidente e o presidente-candidato. Como num jogo combinado, ambos adotaram a mesma postura de desdém.

-
(Pesquisa CNT/MDA, 1 a 3 de julho 2021//VEJA)

“Terceira via? O povo não engole isso aí”, disse Bolsonaro, acrescentando: “Não existe terceira via. Está polarizado.”

Continua após a publicidade

Lula foi ainda menos suave em texto divulgado: “A terceira via é uma invenção dos partidos que não tem candidato. Falam em polarização… O que tem de um lado é democracia e do outro é fascismo. Quem está sem chance usa de desculpa a tal da terceira via.”

É legítimo que se defendam nessa etapa do processo eleitoral, cujo desfecho só vai acontecer em 14 meses. Têm todo o direito de preferir um ao outro, como demonstram.

Porém, nada lhes custaria demonstrar um pouco mais de respeito pela vontade de significativa parcela dos eleitores que, hoje, se dispõem a rejeitá-los por outro candidato — aparentemente, alguém situado no centro do espectro político.

-
Tancredo Neves, meio século de elegância e êxito na política (Veja/VEJA)

Lula e Bolsonaro poderiam pedir aos seus aliados de Minas Gerais, o segundo maior colégio eleitoral do país, para contar algumas histórias — quase todas verdadeiras — sobre a elegância com que Tancredo Neves tratava eleitores de todas as cores.

Numa época de clássico Atlético x Cruzeiro, coisa sobre a qual mineiros não hesitam, jornalistas combinaram encostar o candidato Tancredo na parede:

— Para qual time o senhor vai torcer? — intimou, em tom suave, um dos repórteres.

O candidato não perdeu a chance: — Eu sou América, meu filho, mas gosto muito do Atlético, do Cruzeiro e de todos os nossos valorosos times do interior.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.