Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Dora Kramer Coisas da política. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

“Não sou porta-voz”

Gilmar Mendes repudia o titulo de "porta-voz"

Por Dora Kramer Atualizado em 27 mar 2017, 16h12 - Publicado em 27 mar 2017, 14h32

O ministro Gilmar Mendes não gostou de ser nominado porta-voz das teses defendidas por parlamentares investigados pela operação Lava-Jato. Ele reitera que não vê crime na prática do uso de caixa 2 no financiamento a campanhas eleitorais, bem como considera ok a aprovação da lei sobre abuso de autoridades. Em sua defesa, reivindica ter sido a primeira voz a favor da reforma política, “contra um modelo que já acabou”.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês