Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Coluna da Lucilia

Por Lucilia Diniz
Um espaço para discutir bem estar, alimentação saudável e inovação
Continua após publicidade

Sucesso sob medida

O que torna alguém bem-sucedido?

Por Lucília Diniz
17 nov 2022, 17h38

Todo mundo persegue o sucesso. Para alcançá-lo recomenda-se pensar grande, trabalhar duro, manter o foco e amar o que se faz. A lista de hábitos das pessoas bem-sucedidas é extensa, ainda que os itens variem a depender do guru consultado. Há muitos deles, uma verdadeira indústria do aconselhamento para quem busca ter sucesso. O que nunca muda são as imagens associadas a essa conquista. Nos vídeos sobre o tema, nos cursos on-line, nas capas dos best-sellers e nas redes sociais, vencer na vida está quase sempre relacionado ao acúmulo de riqueza. A associação entre luxo e sucesso tornou-se uma verdadeira pandemia, e todos parecem infectados por essa ideia. O atleta, a cantora ou a empreendedora bem-sucedida posa para as câmeras cercada dos bens materiais que conquistou. Mas será que algo de mais importante não acaba ficando fora da fotografia?

Na corrida ansiosa para sermos bem-sucedidos, com frequência nos esquecemos de uma questão fundamental: afinal, o que é o sucesso? Para muitos, não restam dúvidas, ter sucesso é ter dinheiro. Posso garantir: é um erro pensar assim. Conheço muita gente com total conforto financeiro, pessoas que jamais terão que se preocupar com questões materiais e que, no entanto, não se sentem bem-sucedidas – nem são reconhecidas como tal. Quem confunde dinheiro com sucesso está misturando causa e efeito: é comum que o enorme talento em alguma atividade traga recompensas financeiras, mas isso é uma consequência – e não o próprio sucesso.

A verdade é que sucesso não se compra. Ninguém é lembrado pelos bens que adquiriu ou acumulou, mas pelo legado que deixou, pelo impacto social que provocou. Alcançar o sucesso significa ter sido capaz de fazer alguma diferença no mundo e na vida das pessoas. É essa a régua pela qual se mede o quanto alguém é bem-sucedido. Posso dizê-lo por experiência própria. Nasci em uma família privilegiada, onde nunca faltou nada. Mas só me senti verdadeiramente bem-sucedida quando deixei a minha marca no mundo, ao criar uma linha de livros e produtos que ajudassem as pessoas a perder peso. O impacto foi imediato e inequívoco, expresso nas mensagens e no carinho que passei a receber.

A boa notícia é que há muitas formas de sucesso. Ele pode ser alcançado pelo jogador que faz o gol decisivo em uma partida de Copa do Mundo, pela equipe científica responsável por desenvolver uma nova vacina ou pela inventora de um aplicativo que facilite a vida dos usuários. Mas também pode acontecer em escala menor, local. Por uma voluntária que ajude adultos a se alfabetizarem e se tornarem cidadãos plenos, por exemplo. Ela também deixará sua marca, valiosíssima, e por isso será bem-sucedida. Meu desejo é que você também, nesse ano de 2023, mire alto para obter seu sucesso. Pense grande, sem deixar de pensar localmente. Mantenha o foco e faça a diferença que considera necessária. Ter reconhecimento muitas vezes vale mais do que bens e dinheiro. E tenha certeza: o reconhecimento pelo impacto que provocamos sempre chega.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.