Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Coluna da Lucília Por Lucília Diniz Um espaço para discutir bem estar, alimentação saudável e inovação

Paixão por conhecer

A felicidade duradoura está no aprendizado

Por Lucília Diniz 24 fev 2022, 18h01

Adoro garimpar receitas novas, diferentes de tudo o que testei antes, com ingredientes incomuns e misturas surpreendentes. Está aí algo que me deixa realmente feliz. Também amo descobrir dicas e truques capazes de tornar nossa vida mais saudável. A felicidade não vem só da garimpagem de conceitos e ideias, mas também da minha percepção de que faço isso muito bem. Não vou aqui bancar a falsa modesta, não é do meu feitio. Acredito que haja um tanto de engenho e arte na busca por dicas que ampliem nosso repertório. No caso de uma receita, por exemplo, é preciso prestar plena atenção ao que se tem à mesa diante de si, entender a proposta da receita, considerar o contexto ambiental em que o prato foi concebido, estimar seu valor nutritivo, estudar opções equivalentes para o caso de um ou outro ingrediente não ser amplamente disponível. Feita a extensa lição de casa, aí sim posso endossar e compartilhar o que descobri nas minhas pesquisas. É esse processo de aprendizado que me deixa feliz.

Aquilo que a gente aprende é nosso. Porque ninguém pode nos tirar o que na essência nos pertence. É uma sensação que gera mais do que conforto emocional. Ao aumentar nossa autoestima, o aprendizado provoca um estado que podemos chamar de felicidade duradoura, em oposição aos tais “momentos felizes” que a sabedoria popular define como felicidade. É um sentimento que se instala em nosso coração e fica lá, latente, sempre nos lembrando que podemos nos orgulhar de ter aprendido algo.

São muitos os caminhos que nos levam a ter uma vida melhor, com mais qualidade. Cultivar hobbies interessantes, desfrutar do reconhecimento dos nossos pares, construir uma carreira bem-sucedida, manter o corpo e a mente saudáveis, receber o afeto de pessoas queridas, tudo isso é bom demais. Mas são conquistas que derivam de realizações cujos resultados não controlamos. Tornam nossa existência mais rica, sim, mas não necessariamente nos fazem mais ou menos felizes. A felicidade, em sua expressão mais intensa, vem do aprendizado, ao deixar sua marca distinta estampada já na própria evolução do descobrimento. Somos felizes enquanto aprendemos, pois a estrada a ser percorrida é com frequência mais importante que o destino. E continuamos felizes depois de assimilado o novo conhecimento, porque ele será nosso para sempre.

Gosto de pensar em aprendizados – no plural, não no singular. O leque deve ser amplo. Podemos aprender o que quer que desperte nosso interesse. O objeto do estudo independe de nossa atividade profissional. Você pode querer aprender as técnicas de determinado esporte, por exemplo, só pelo prazer de praticá-lo da melhor maneira. Ou pode aprender a cantar ou a tocar um instrumento ou a dançar, mesmo que não pretenda se apresentar em público. Somos felizes quando temos consciência de que somos ou nos tornamos bons em alguma área. A felicidade passa pelo amor próprio que se nutre dessa satisfação pessoal.

É muito gostoso poder sair com amigos para jantar em algum bom restaurante, claro. Mas convidar essas pessoas a experimentar uma receita que você aprendeu, isso não é só gostoso. Isso é felicidade.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês