Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Coluna da Lucilia Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Lucilia Diniz
Um espaço para discutir bem estar, alimentação saudável e inovação
Continua após publicidade

A multiplicação do tempo

Não permita que a busca pela produtividade lhe tire a graça de viver

Por Lucília Diniz
8 set 2022, 19h11

Qual o segredo das pessoas mais produtivas? O senso comum diz que elas são muito organizadas, comprometidas com as próprias metas, ambiciosas na profissão, agitadas no temperamento. Não quero colocar em dúvida tais premissas, mas, recentemente, observando o comportamento de gente com esse perfil, cheguei à conclusão de que as pessoas são tão mais produtivas quanto conseguem se divertir multiplicando o escasso tempo disponível.

Não há uma receita de bolo a ser seguida. Cada pessoa produtiva é produtiva à sua própria maneira. Mas percebo um traço em comum nos homens e nas mulheres produtivos, sejam eles e elas, empresários, executivos, profissionais liberais, artistas ou políticos. Trata-se da capacidade de aproveitar cada momento como se não houvesse amanhã, mas sem ansiedade. Se você deixar passar aqueles cinco ou dez minutos entre um compromisso e outro, ao fim do dia terá perdido talvez uma hora. Não é pouca coisa – é como se o seu mês tivesse um dia a menos. Cinco minutos, ao contrário do que possa parecer, não é um tempo desprezível. É o suficiente para dar uma caminhada pelo quarteirão ou para fazer umas boas flexões abdominais ou até para dar uma relaxada consciente. Atividades físicas, como se sabe, oxigenam o cérebro e dão mais disposição para o trabalho, o que consequentemente melhora a produtividade, liberando mais tempo para mais exercício. É um verdadeiro círculo virtuoso.

Quem quiser dar um passo além na arte de aproveitar melhor o dia pode tentar fazer duas coisas ao mesmo tempo. Nessa tarefa, o celular é nosso aliado. Antigamente, fazer uma ligação exigia dedicação exclusiva ao lado do aparelho fixo. Hoje, podemos falar ao celular ao mesmo tempo em que preparamos uma salada, resolvemos uma questão do trabalho ou fazemos na esteira da academia. Uma coisa não prejudica a outra, nem sobrecarrega o cérebro. Ao contrário, há uma complementação que deriva de uma visão holística da vida, em que o todo se sobrepõe à parte. Antigamente se dizia que o dia tinha 24 horas. Hoje não mais, porque a sobreposição de tarefas simples multiplica o tempo.

Não desperdiçar o nosso recurso mais caro – o tempo – pressupõe um viver lastreado em boa dose de intensidade. Quem se joga de cabeça numa iniciativa qualquer está aproveitando mais a vida. Sim, seja obsessivo! O conhecimento e a satisfação pessoal frequentemente vêm de mergulhos verticais, e não de rodeios horizontais. Detalhes são importantes. Domine a área a que se dedicar, e você estará no caminho de se tornar uma pessoa mais produtiva. E não espere a inspiração chegar. Ela vem mais como recompensa pelo trabalho feito do que antecipadamente, como prêmio imerecido.

O mais importante é não permitir que a busca pela produtividade lhe tire a graça de viver. Ao contrário, o bom humor é essencial para levar a vida com a leveza que ela pede. Saber rir de si mesmo, como os ingleses, é meio caminho andado. Quando tudo estiver tediosamente sério, descubra o palhaço adormecido dentro de você. Faça isso, e a sua produtividade aumentará, mesmo que você não perceba. A vida é um jogo. Às vezes os dados não ajudam e temos voltar algumas casas, mas temos que continuar tentando nos divertir. Não se trata de rir por último, mas apenas de rir melhor.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.