Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Em seu livro mais recente, Deonísio da Silva revisita o último dia de Zweig e Lotte e contesta a versão do duplo suicídio

O tema da entrevista é Lotte & Zweig, o mais recente dos 34 livros de Deonísio da Silva. A obra revisita com olhar de repórter investigativo a morte do escritor austríaco Stefan Zweig e sua mulher Lotte, dois fugitivos do pesadelo imposto à Europa por Adolf Hitler. Amparado em pesquisas, Deonísio se vale da técnica […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 09h10 - Publicado em 5 abr 2012, 21h41

O tema da entrevista é Lotte & Zweig, o mais recente dos 34 livros de Deonísio da Silva. A obra revisita com olhar de repórter investigativo a morte do escritor austríaco Stefan Zweig e sua mulher Lotte, dois fugitivos do pesadelo imposto à Europa por Adolf Hitler. Amparado em pesquisas, Deonísio se vale da técnica do ficcionista talentoso para contestar a versão oficial do duplo suicídio. Nesta conversa dividida em três partes, ele descreve a tragédia ocorrida em Petrópolis em fevereiro de 1942 e reafirma que Lotte e Zweig foram executados por um comando nazista.

http://videos.abril.com.br/veja/id/3de1d31614a8d65b82ad4a92d3ce4658?
http://videos.abril.com.br/veja/id/58e57ea521c48ee2fbc5c8ef74e6b813?
http://videos.abril.com.br/veja/id/c018bb0eb8bda706413cb2452e90979d?

Publicidade