Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Boa explicação

“Fazer ponte e viaduto é fácil, o difícil é cuidar de gente”. Lula, durante a discurseira em Fortaleza, explicando que não vigiou como deveria os quadrilheiros do mensalão porque estava muito ocupado com as pontes e viadutos por onde hoje passam os trilhos do trem-bala.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 07h32 - Publicado em 27 out 2012, 06h32

“Fazer ponte e viaduto é fácil, o difícil é cuidar de gente”.

Lula, durante a discurseira em Fortaleza, explicando que não vigiou como deveria os quadrilheiros do mensalão porque estava muito ocupado com as pontes e viadutos por onde hoje passam os trilhos do trem-bala.

Publicidade