Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Robô operado por inteligência artificial produz oxigênio com solo marciano

Cientistas estimam que resultados semelhantes poderiam levar até 2.000 anos se fossem feitos exclusivamente por humanos

Por Marília Monitchele Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 13 nov 2023, 15h31 - Publicado em 13 nov 2023, 14h48
  • Seguir materia Seguindo materia
  • Pesquisadores internacionais desenvolveram um robô digno de ficção científica. Com a ajuda de inteligência artificial, a máquina foi capaz de produzir oxigênio a partir de meteoritos recolhidos em Marte. O feito poderá ter grande impacto nas futuras missões tripuladas para o planeta vermelho. Isso porque a produção de oxigênio a partir de recursos marcianos poderá tornar as viagens espaciais mais simples, econômicas e seguras.

    Publicidade

    De acordo com o artigo publicado na revista científica Nature Synthesis, o protótipo recebeu cinco tipos diferentes de meteoritos e demonstrou ser capaz de identificar os elementos químicos que pudessem reagir entre si para a produção de oxigênio. O robô testou diferentes procedimentos, sendo competente em identificar a fórmula mais eficiente para a síntese de ar respirável. Os pesquisadores estimam que resultados semelhantes poderiam levar cerca de 2.000 anos se fossem feitos exclusivamente por humanos.

    Publicidade

    As missões tripuladas para Marte enfrentam o desafio de lidar com a ausência de produtos químicos essenciais para a sobrevivência humana, incluindo o oxigênio. Tecnologias como essa podem permitir a produção de ar respirável para a propulsão de foguetes e sistemas de suporte à vida usando apenas materiais abundantes no planeta.

    O processo desempenhado pelo químico robô inclui o pré-tratamento do minério marciano, a síntese do catalisador, a caracterização do material, os testes e, o mais importante, a busca pela fórmula ideal para a produção de oxigênio, que é feita sem qualquer intervenção humana. “Usando um modelo de aprendizado de máquina derivado de dados de primeiros princípios e medições experimentais, este método identifica automática e rapidamente a fórmula ideal do catalisador entre mais de três milhões de composições possíveis”, diz o estudo. Para os autores, o desempenho do robô demonstra a viabilidade da utilização de máquinas associadas à inteligência artificial para a síntese automatizada de produtos químicos e materiais para a exploração de Marte, alimentando o sonho da colonização humana de nosso vizinho vermelho.

    Publicidade

    Publicidade

    Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

    Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

    O Brasil está mudando. O tempo todo.

    Acompanhe por VEJA.

    MELHOR
    OFERTA

    Digital Completo
    Digital Completo

    Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

    a partir de R$ 2,00/semana*

    ou

    Impressa + Digital
    Impressa + Digital

    Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

    a partir de R$ 39,90/mês

    *Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
    *Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

    PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
    Fechar

    Não vá embora sem ler essa matéria!
    Assista um anúncio e leia grátis
    CLIQUE AQUI.