Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Por que Stephen Hawking nunca ganhou um Nobel?

Físico revolucionou a forma como vemos e estudamos o universo

Por Da redação
Atualizado em 14 mar 2018, 16h53 - Publicado em 14 mar 2018, 12h08

Stephen Hawking, que morreu em sua casa em Cambridge, na Grã-Bretanha, na madrugada desta quarta-feira, era considerado por muitos o grande gênio de uma geração. Autor de livros que ajudaram a explicar ao público leigo, com uma linguagem acessível e apelo pop, o mundo da astrofísica, o cientista desenvolveu estudos sobre gravidade, teoria quântica, relatividade e, acima de tudo, buracos negros.

Suas descobertas revolucionaram a forma como vemos e estudamos o universo. Um de seus trabalhos, em parceria com o físico Roger Penrose, sobre a teoria da relatividade de Albert Einstein, mostrou que houve um começo no espaço e no tempo – o Big Bang – e com isso o surgimento dos buracos negros.

Mas então por que, apesar de toda sua genialidade e descobertas pioneiras, Stephen Hawking nunca ganhou um prêmio Nobel de Física? A resposta é, na verdade, bastante prática. As descobertas científicas teóricas devem ser confirmadas com observações antes que haja a possibilidade de receberem um Nobel. E é bastante difícil observar um buraco negro.

A teoria do cientista, denominada Radiação Hawking, baseava-se em conceitos matemáticos decorrentes da mecânica quântica. Explicava que os buracos negros acabam “evaporando” e desaparecendo devido à emissão de radiação.

Embora a teoria tenha sido amplamente aceita pela comunidade científica, os astrônomos e físicos nunca conseguiram provar que a Radiação Hawking existia. Porém, se a teoria já tivesse sido provada, o Nobel certamente seria de Hawking.

Décadas são necessárias para construir os equipamentos científicos para testar descobertas teóricas e colocá-las em contexto. A teoria das ondas gravitacionais de Einstein, proposta por ele na década de 1920, só foi comprovada em 2016.

A tecnologia necessária para observar e comprovar a Radiação Hawking provavelmente levará anos para ser construída e custará milhões de dólares.

Em janeiro de 2016, o cientista deu uma entrevista à emissora BBC na qual brincou sobre o fato de nunca ter ganhado o prêmio. “As pessoas procuraram miniburacos negros, mas até agora não encontraram nada. É uma pena porque, se tivessem, eu teria um Prêmio Nobel”, afirmou.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.