Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

O que você pode fazer para salvar o meio ambiente?

Novo podcast traz ao âmbito da prática soluções e discussões sobre a natureza

Por Sabrina Brito 28 abr 2022, 17h08

Um novo podcast, de produção do National Geographic, busca trazer possíveis soluções a questões ambientais até o indivíduo. Afinal, o que você, como indivíduo, pode fazer para ajudar o planeta?

O podcast, chamado Nat Geo Podcast, terá sete episódios e já pode ser ouvido no site da Rádio Disney, Youtube, Spotify e Apple Music. Trata-se do primeiro programa de áudio totalmente brasileiro da marca.

VEJA conversou com o apresentador do programa, o escritor e especialista em design para sustentabilidade André Carvalhal, e com Paulina Chamorro, participante do primeiro episódio que é jornalista com mais de duas décadas de cobertura de temas socioambientais.

Como vocês pretendem aproximar a pessoa comum da sustentabilidade?

André Carvalhal: Às vezes o expert tem recomendação muito técnica ou científica, distante da pessoa. Por isso, trazemos sempre uma pessoa que vive ou cobre o assunto para a imprensa, ou seja, que está na linha de frente. Achamos importante trazer alguém que tenha mais o pé no chão nesse sentido. Estamos vendo aumento da conta de água, mas poucos sabem que isso tem a ver com interrupção dos ciclos de chuva devido a queimadas na Amazônia

Qual a importância do podcast?

Paulina Chamorro: Precisamos recuperar nossa proximidade com a natureza e com o sentido da vida que ela reflete. A importância da natureza na nossa vida é enorme, mas pouquíssimas pessoas pensam sobre isso. É algo que tentamos recuperar com o podcast. A urgência está nesse ponto, na nossa vontade de espalhar essa mensagem.

Continua após a publicidade

André Carvalhal: Hoje, vemos as novas gerações aprendendo sobre questões climáticas na escola. Na nossa época, não era assim; vivíamos em um mundo que nos afastava da natureza, nos fazia consumir cada vez mais recursos como se isso fosse normal. Foi o que nos trouxe ao limite, ao caos que vemos hoje. A nossa ideia é nos reaproximar do ambiente e até das outras pessoas. Não há como reverter a situação se não tomarmos conhecimento dela.

O que impede o indivíduo de fazer mais em nome da sustentabilidade?

André Carvalhal: Temos muita dificuldade em olhar para o futuro. Vivemos em um mundo de muita urgência e correria, o que nos tira do âmbito da reflexão e nos coloca no piloto automático. Nós passamos por uma ruptura muito grande em relação à natureza, nos colocando em um lugar onde achamos que podemos explorar o que quiséssemos. Há muita falta de conhecimento, pensamos ser natural não considerar os impactos ambientais do que fazemos. O mundo não foi construído pensando nesses impactos. Além disso, muita gente lucra com a devastação e com a exploração de recursos e pessoas. Por isso, não é tão interessante para elas que a sociedade tenha essa noção do quão importante suas atitudes são.

Paulina Chamorro: Há várias pesquisas que mostram que a maioria dos brasileiros se preocupa com a questão ambiental. Sempre me apego a isso para evitar desanimar. As pessoas querem fazer alguma coisa, mas muitas vezes não sabem o que fazer. Precisamos pensar coletivamente, ter a consciência de que você não está sozinho na luta pela natureza. Essa é uma boa notícia.

Qual o público-alvo do podcast?

André Carvalhal: A nossa ideia inicial era trazer o conhecimento a pessoas que ainda não estão muito envolvidas ou engajadas com a questão do meio ambiente. Por isso, buscamos sempre explicar o problema para depois discutir soluções, levando isso a quem não sabe muito sobre o tema. O podcast serve para todos: quem já conhece o assunto pode aprender algo novo, e quem não conhece pode vir a conhecer e entender. É para todas as idades, para todos que querem ajudar e compreender como suas ações individuais e cotidianas podem impactar no meio ambiente.

Por que ainda há tantos negacionistas climáticos?

Paulina Chamorro: Não sabemos a resposta definitiva, mas as pessoas têm a tendência de negar o que elas não entendem bem. É muito mais fácil rechaçar algo do que tentar compreender o que está acontecendo. Há ainda movimentos que se aproveitam disso em seu próprio benefício, o que pode ser bastante perigoso. Trazer esses elementos de forma simples e interessante, como no podcast, pode ser uma nova ferramenta para enfraquecer o negacionismo.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês