Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

O que é esse SMS em branco de 2003 que pessoas estão recebendo?

Usuários das redes sociais relatam ter recebido em 2017 uma estranha mensagem em branco que supostamente foi enviada em 2003

Por Da redação 15 mar 2017, 14h17

Misteriosas mensagens sem conteúdo e enviadas por números desconhecidos têm assustado usuários britânicos de redes sociais e viraram assunto no Twitter semana passada. O fato de várias pessoas terem relatado receber um SMS em branco de um número de celular inexistente já é suficientemente fora do comum – porém, além disso, os usuários estranharam a data da mensagem, que mostra que ela foi enviada em 2003. Em poucas horas, as pessoas começaram a fazer piadas ligando os estranhos “SMS do passado” a séries e filmes de ficção, como Stranger Things e De volta para o Futuro.

Tudo começou na última quinta-feira, quando um usuário do Reddit e cliente da operadora britânica Everything Everywhere (EE) fez uma postagem no site com uma foto da mensagem que tinha recebido. Além de não ter conteúdo, o número do remetente tinha 26 dígitos e a data de envio indicava que a mensagem havia sido escrita 13 anos atrás, no 8 de setembro de 2003. Depois de ler a publicação, outros usuários comentaram contando que também tinham recebido mensagens parecidas, todas de 2003, embora de números diferentes. Horas depois, usuários do Twitter também começaram a compartilhar imagens dos SMS estranhos que receberam – os primeiros casos aconteceram em outubro de 2016.

Não demorou para que os membros da comunidade começassem a criar todos os tipos de teorias conspiratórias, envolvendo desde viagens no tempo a fenômenos sobrenaturais. Outros usuários, no entanto, levantaram a possibilidade mais plausível de que se trata de uma invasão de hacker à operadora EE. Porém, assinantes da Vodafone, outra fornecedora do serviço no Reino Unido, relataram o mesmo problema. O mistério permanece.

“Acabei de receber uma mensagem de 2003. @VodafoneUK nós podemos sempre confiar em você para entregar as mensagens a tempo”, escreve um usuário. Outro, chamado SJ Williams, diz “deveria ficar preocupado por ter acabado de receber uma mensagem em branco enviada em 2003? Alguém seria capaz de me explicar isso?”

A explicação para o fenômeno, na verdade, não tem nada a ver com uma falha nos sistemas das empresas. Como explica um usuário do Reddit, identificado pelo nome Arve, o protocolo do SMS é dividido em duas categorias distintas: o modo de texto, que é usado em trocas de mensagens convencionais, e o Protocol Data Unit (PDU). Esse outro modo, que é utilizado apenas em situações específicas, permite editar praticamente todas as informações de um SMS, desde o número do remetente à data de envio. Tudo que a pessoa precisa é de um modem GSM e algumas habilidades técnicas.

É comum que criminosos utilizem o PDU para tentar infiltrar-se remotamente nos dispositivos das pessoas. O conselho para uma pessoa que recebeu esse tipo de mensagem é apagar e informar sua operadora, ou simplesmente ignorar.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)