Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

James Webb capta imagem da galáxia Roda de Carro

Localizada a cerca de 500 milhões de anos-luz, tem essa forma como resultado de uma colisão em alta velocidade há 400 milhões de anos

Por Alessandro Giannini 2 ago 2022, 20h37

A galáxia em formato de anel vista na nova imagem do Telescópio Espacial James Webb divulgada nesta terça-feira, 2, é uma raridade. Localizada a cerca de 500 milhões de anos-luz de distância, na constelação do Escultor, a Roda de Carro tem essa forma como resultado de uma colisão em alta velocidade entre uma grande galáxia espiral e uma galáxia menor não visível nesta imagem divulgada pela Nasa e as agências espaciais europeia (ESA) e canadense (CSA).

A Roda de Carro não apenas manteve muito de seu caráter espiral, mas também experimentou grandes mudanças em toda a sua estrutura. É possível identificar estrelas individuais e regiões de formação de estrelas dentro dela. O núcleo brilhante abriga um buraco negro supermassivo cercado por uma grande quantidade de gás e de poeira quente.

As áreas mais brilhantes hospedam populações de estrelas mais velhas, enquanto o anel externo, que se expandiu por cerca de 440 milhões de anos, é dominado pela formação de novas estrelas e supernovas. À medida que este anel se expande, ele penetra no gás circundante e desencadeia a formação de estrelas.

Outros telescópios, como o Hubble, já examinaram a Roda de Carro. O Webb, com sua capacidade de detectar luz infravermelha, agora revela novos aspectos dela. A Near-Infrared Camera (NIRCam), principal gerador de imagens do Webb, enxerga na faixa do infravermelho. Nesta imagem, os dados do NIRCam são coloridos em azul, laranja e amarelo. A galáxia exibe muitos pontos azuis individuais, que são estrelas individuais ou bolsões de formação estelar.

Captar detalhes mais sutis sobre a poeira que habita a galáxia, no entanto, requer o Mid-Infrared Instrument (MIRI) da Webb. Os dados MIRI são coloridos em vermelho nesta imagem. Revelam regiões dentro da Roda de Carroça ricas em hidrocarbonetos e outros compostos químicos, bem como poeira de sílica, como grande parte da poeira da Terra.

As observações do Webb mostram que a Roda de Carro está em um estágio muito transitório. A galáxia, que presumivelmente era uma espiral normal como a Via Láctea antes da colisão, continuará a se transformar.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)