Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Estudo: Rabo de jacarés também se regenera

De acordo com nova pesquisa, répteis grandes são capazes de reformar parte de seus corpos

Por Sabrina Brito 30 nov 2020, 16h27

Um artigo publicado no último dia 25 no periódico científico Scientific Reports revelou que, além das lagartixas, há outro animal cujo rabo é capaz de se regenerar: os jacarés.  O estudo foi conduzido por pesquisadores da Universidade Estadual do Arizona (EUA) e pelo Departamento de Vida Selvagem e Pesca de Louisiana (EUA).

Ao longo da empreitada, foram realizadas imagens dos jacarés e investigações acerca de seus tecidos.  Os cientistas constataram que o rabo regenerado era composto por estruturas complexas, incluindo cartilagem, nervos e vasos sanguíneos.

Os resultados encontrados foram parecidos com aqueles obtidos em estudos que focaram em lagartos. De acordo com a pesquisa, jacarés jovens têm a habilidade de fazer seus rabos se regenerarem até 22 centímetros — cerca de 18% do comprimento de seu corpo. De acordo com os pesquisadores, é muito custoso para o corpo de um animal produzir um rabo novo do zero.

Os jacarés, assim como os lagartos, pertencem ao grupo dos amniotas, que inclui também o ser humano. Todos os animais nessa categoria produzem embriões rodeados por uma membrana amniótica. Dessa forma, o estudo acerca da regeneração em répteis pode ajudar a entender o funcionamento do processo em outros seres vivos.

A expectativa dos pesquisadores é que o estudo ajude nas empreitadas ligada à reparação de lesões e ao tratamento de doenças como a artrite. Afinal, qualquer conhecimento sobre o reparo e a regeneração de tecidos pode ser útil.

Continua após a publicidade
Publicidade