Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Aves podem estar encolhendo por causa das mudanças climáticas

Pesquisa norte-americana analisou dezenas de milhares de pássaros e relatou a diminuição de seus corpos e aumento da envergadura

Por Sabrina Brito Atualizado em 5 dez 2019, 15h46 - Publicado em 5 dez 2019, 15h27

O aquecimento global tem feito com que o tamanho das aves diminua e a envergadura aumente, de acordo com novo estudo, publicado nesta quarta-feira, 4, no periódico científico Ecology Letters. Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores, da Universidade de Michigan e do Field Museum de Chicago, analisaram mais de 70 mil espécimes de 52 pássaros norte-americanos, coletados ao longo de 40 anos.

A pesquisa, que é a maior do tipo, indicou que praticamente todas as espécies observadas têm apresentado corpos menores com o passar do tempo. Apesar de distintos entre si, a forma como a anatomia desses animais está respondendo à mudança climática é consistente.

De 1978 a 2016, apontou o trabalho: o comprimento de um dos ossos do membro inferior das aves (muito frequentemente usado para medir o tamanho) diminuiu em 2,4%. Durante esse mesmo período, o comprimento das asas aumentou em 1,3%.

A hipótese sugerida pelos cientistas é a seguinte: sabe-se que todos os pássaros analisados costumam migrar — tarefa muito cansativa e dispendiosa. Por isso, o tamanho dos corpos é extremamente importante para suas vidas, uma vez que essa característica significa uma maior quantidade de energia que a ave poderá usar para completar longas jornadas. Logo, uma diminuição no tamanho pode ter consequências desastrosas para o animal.

De acordo com os pesquisadores, os pássaros que mais provavelmente sobreviverão à migração serão aqueles cujas asas grandes compensam pelos corpos pequenos. Desse modo, por meio de mutações aleatórias e dos mecanismos de seleção natural, aves com maior envergadura passarão a predominar no ambiente justamente por causa do encolhimento corporal.

Apesar de não saberem ao certo o porquê desse encolhimento, uma teoria levantada pelos cientistas é a de que animais pequenos se resfriam com maior facilidade, pois perdem calor rápido, dada a diminuta superfície de dispersão. Assim, a diminuição do tamanho pode até ser, forçando a barra, uma vantagem evolutiva para as aves.

No entanto, vale lembrar que esses pássaros não são os únicos animais cujo encolhimento relacionado à mudança climática foi notado. Em 2014, um grupo de pesquisadores observou que cabras alpinas aparentavam estar diminuindo por causa do aquecimento global. No mesmo ano, outro estudo concluiu a mesma coisa em relação a salamandras.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês