Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A fé move alucinações

Estudo de psiquiatras americanos conclui que ter algum tipo de crença — religiosa ou não — costuma levar as pessoas a ouvir sons que não existem

A heroína francesa Joana D’Arc (1412-1431), líder de seu país durante a Guerra dos Cem Anos contra a Inglaterra e santa da Igreja Católica, dizia ouvir vozes — mais de uma vez por semana — que a guiavam em suas estratégias militares, invariavelmente ousadas. Para os fiéis, o fenômeno alimentaria sua íntima ligação com Deus, revelada ainda na infância. A ciência, no entanto, acaba de acenar com outra explicação para o fato. “Figuras históricas, como Joana D’Arc, talvez sofressem de alucinações, que, embora sejam comuns — em média, uma em cada vinte pessoas apresenta esse sintoma —, são associadas por alguns a experiências espirituais”, disse a VEJA o psiquiatra americano Philip Corlett, professor da Universidade Yale, nos Estados Unidos.

Corlett coordenou um estudo, publicado no início deste mês, cujo objetivo era justamente provar como os seres humanos são suscetíveis a alucinações, ou seja, “percepções sem estímulos externos”, quando possuem alguma crença, qualquer crença. Na maioria das vezes de cunho religioso, mas nem sempre. Reportagem de VEJA analisa as conclusões do psiquiatra americano.

Leia esta reportagem na íntegra assinando o site de VEJA ou compre a edição desta semana para iOS e Android.

Aproveite também: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Eleonora Saramago

    HITLER LENIN MAO FIDEL..
    A RAZÃO PRODUZ ALUCINAÇÕES AUDITIVAS E VISUAIS E MUITO MAIS
    A MACONHA A COCA O ÁLCOOL O CRAK TAMBÉM
    A FEBRE A DOR AS SINCOPES OS TRAUMAS TB
    MAS NÃO ESTÁ TUDO EMPATADO POIS SÓ A FÉ PRODUZ E CONDUZ AS SOCIEDADES E OS INDIVIDUOS

    Curtir

  2. Mas que surpresa.

    Curtir

  3. hummmm…. Agora explicou tudo…SQÑ…

    Curtir

  4. Existem dezenas de estudo mostrando a eficiência de se ter algum tipo de fé. O jornalista tendenciosamente escolheu um estudo para falar mal. Baixo nível jornalístico. Ele deve ter baixo nível intelectual e resolver ignorar dezenas de estudo para falar mal de quem tem fe. Jornalista negativo e frustrado que usa a revista para falar mal dos outros ao invés de informar equilibradamente.

    Curtir

  5. A fé religiosa certamente geral coisas boas, digamos assim. A fé cega política, certamente não. Mas a religiosidade, mesmo tendo alguns aspectos positivos, não deixa de ser irracional e absurda. A crença em seres sobrenaturais que nos rodeiam e influenciam nossas vidas, como anjos e demônios, ou mesmo a crença em um ser superior criador do universo infinito, mas que manda seus “filhos” de castigo ao inferno, são coisas absolutamente irracionais e desprovidas de sentido. As pessoas que creem tem uma motivação certamente, mas muitas delas são pessoas frágeis psicologicamente que são presas fáceis de líderes religiosos ou políticos psicopatas. O crente é um tolo útil para políticos e religiosos sem escrúpulos.

    Curtir

  6. Para imbecis que crêem em qualquer coisa sem ajuda do CONHECIMENTO e SABEDORIA, ouvir vozes é o de menos.
    A Fé cega sempre leva para o abismo.

    Curtir