Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Quase 1% do PIB do Brasil passa pelo WhatsApp, aponta estudo

O levantamento mostra que o gasto anual dos brasileiros, ligados de alguma forma ao aplicativo, fica entre 12 e 28 bilhões de dólares

Por Da redação - Atualizado em 9 mar 2017, 22h03 - Publicado em 9 mar 2017, 10h23

Um estudo apontou que o aplicativo de mensagens Whatsapp contribuiu com até 0,9% do Produto Interno Brasileiro (PIB). A empresa de consultoria e pesquisa Analysis Group foi a responsável pelo trabalho, encomendado pelo Whatsapp. A base  da análise é o ano de 2015.

O estudo aponta que o gasto anual dos brasileiros, ligado de alguma forma ao aplicativo, ficou entre 12 bilhões de dólares e 28 bilhões de dólares.

De acordo com a consultoria, um em cada três usuários se comunicavam com estabelecimentos comerciais e profissionais liberais pelo aplicativo.

Além do Brasil, foram avaliados Espanha, Alemanha e Índia. No Brasil, cerca de 50% da população usa o aplicativo, contra 47% na Espanha, 43% na Alemanha e 13% na Índia.

Publicidade

“Embora o WhatsApp tenha começado como um aplicativo para permitir que indivíduos se comunicassem com seus amigos e familiares, os resultados da nossa pesquisa sobre o uso do WhatsApp sugerem que ele é usado por outras razões, ajudando a impulsionar o crescimento econômico”, informa o relatório.

Globalmente, o WhatsApp possui 1,2 bilhão de usuários. Diariamente, estima-se que 50 bilhões de mensagens são enviadas pelo aplicativo.

Publicidade