Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Tiroteio na Cidade de Deus deixa 3 mortos e fecha a Linha Amarela

Secretário de Segurança Pública do RJ diz que criminosos reagiram à ação policial; com via fechada, motoristas voltam na contramão ou abandonam seus carros

Por Da Redação Atualizado em 31 jan 2018, 14h19 - Publicado em 31 jan 2018, 14h18

Um tiroteio entre policiais militares e criminosos deixou pelo menos três mortos nesta quarta-feira na Cidade de Deus, bairro da zona oeste do Rio de Janeiro. Agentes do 18º Batalhão realizaram uma operação para combater o tráfico de drogas no Caminho do Outeiro, quando foram atacados por criminosos.

Segundo informações da Polícia Militar, durante o confronto, dois homens foram baleados e socorridos para o Hospital Lourenço Jorge, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

Um terceiro homem foi morto em troca de tiros com policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) local. Segundo o comando das UPPs, Rodolfo Pereira da Silva, conhecido como Rodolfinho, era o segundo na hierarquia do tráfico na Cidade de Deus.

Os tiroteios causaram fechamentos intermitentes da Linha Amarela, uma das principais vias do Rio de Janeiro. Imagens do canal GloboNews mostram vários carros parados na via e outros voltando na contramão. Alguns motoristas chegaram a abandonar seus veículos.

  • O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, Roberto Sá, disse que o Rio passa por um momento muito delicado e que situações como a que acontece na Linha Amarela são uma resposta do tráfico de drogas à ação da polícia. “É lamentável mais uma vez perceber que uma via importante como a Linha Amarela foi fechada devido a uma situação de violência. Mas isso aconteceu em razão de a polícia estar ali trabalhando para tentar evitar delitos contra a nossa sociedade”, disse Sá.

    (Com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade