Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Senado aprova DRU e dá cheque em branco ao governo

Presidente Dilma Rousseff poderá gastar 20% dos recursos provenientes de impostos da forma que quiser

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira, em uma breve votação, a prorrogação da Desvinculação de Receitas da União (DRU) até 31 de dezembro de 2015. A proposta libera 20% dos recursos arrecadados com impostos e outras contribuições para o governo gastar como quiser – um verdadeiro cheque em branco à disposição da presidente Dilma Rousseff. Em 2012, o valor dos recursos será de 62,4 bilhões de reais. Foram 51 votos favoráveis, 13 contrários e uma abstenção. O texto agora só depende de promulgação.

O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), criticou a aprovação da proposta. “A DRU significa desorganização orçamentária, são 62 bilhões para o governo gastar aleatoriamente, sem prioridades definidas”, afirmou.

Em contrapartida, o líder do PT, senador Humberto Costa (PE), disse que a medida é necessária diante da crise econômica na Europa. “Para enfrentar a crise que se avizinha é preciso que o governo tenha instrumentos para isso”, afirmou. O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), fez coro com o petista: “É um instrumento importante para a politica fiscal e orçamentaria do governo.”

As ministras de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, visitaram o Senado nesta terça-feira a fim de pressionar os parlamentares a votarem o texto.