Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Prefeitura do Rio pede que tropas federais atuem no Carnaval

Município anunciou ainda que vai contratar uma empresa de segurança privada para atuar com 3.375 agentes desarmados

Por Agência Brasil Atualizado em 25 jan 2018, 09h24 - Publicado em 11 jan 2018, 15h45

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), e o presidente da Riotur, Marcelo Alves, defenderam hoje (11) a presença de forças de segurança federais atuem na cidade durante o Carnaval. Ao entrar no assunto na manhã desta quinta-feira (11), durante a apresentação da programação da festa na cidade, o prefeito disse que “queria fazer um apelo ao governo federal”.

“É preciso que nós todos possamos contar com as tropas federais antes, durante e depois, para que o nosso Carnaval, e todas as pessoas que estejam na rua estejam garantidas, alegres, felizes de que o Rio de Janeiro estará completamente seguro, sem qualquer espaço para imprevistos”, afirmou o prefeito.

O presidente da Riotur disse que o pedido já foi oficializado e será reiterado pela prefeitura. “É fundamental. A tropa federal esteve na olimpíada para um evento de 800 mil pessoas. Quando você reúne 6 milhões de pessoas, é mais do que necessário esse apoio federal.”

A prefeitura anunciou ainda que vai contratar uma empresa de segurança privada para atuar com 3.375 agentes nas ruas e e na Arena Carnaval Rio 2018, que funcionará no Parque dos Atletas, na Barra da Tijuca.

Segundo Marcelo Alves, os agentes vão trabalhar desarmados e complementar o trabalho da Polícia Militar e da Guarda Municipal. “São agentes de uma empresa que será licitada para que a gente gere realmente a percepção de segurança nos locais desses grandes acontecimentos.”

  • Ao divulgar as expectativas para o Carnaval deste ano, a prefeitura do Rio de Janeiro disse esperar a participação de 6 milhões de pessoas nos bailes, blocos e desfiles de escolas de samba programados na cidade. A movimentação deve injetar R$ 3,5 bilhões na economia do município.

    A capital fluminense deve receber nesse período 1,5 milhão de turistas e atingir quase 90% de taxa de ocupação na rede hoteleira. Marcelo Alves afirmou que o carnaval de 2018 terá público recorde. Segundo ele, o evento conseguiu captar o maior valor em patrocínios da história, com R$ 38,5 milhões que vieram de empresas como a Ambev, a Uber e a Dream Factory.

    Continua após a publicidade
    Publicidade