Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Pré-candidato, Crivella recebe respirador embrulhado para presente no Rio

Prefeito do Rio de Janeiro foi pessoalmente recepcionar a chegada dos aparelhos vindos da China, entrou no avião e gravou vídeo

Por Cássio Bruno Atualizado em 13 Maio 2020, 18h30 - Publicado em 13 Maio 2020, 18h11

Pré-candidato à reeleição este ano, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), chamou a atenção nesta terça-feira, 12. Ele acompanhou de perto a chegada do primeiro voo dos seis programados vindo da China, no Aeroporto Internacional Tom Jobim. Na bagagem, estavam 306 respiradores comprados pelo município, além de outros materiais hospitalares para o combate ao novo coronavírus. Em uma das imagens divulgadas pela assessoria de imprensa da prefeitura, Crivella carrega um aparelho embrulhado para presente, com direito a laço de fita vermelha.

VEJA apurou que a recepção de Crivella faz parte de uma estratégia da coordenação da pré-campanha eleitoral do prefeito para ele aparecer em agendas positivas. Bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, Crivella sonha em concorrer à reeleição com o apoio de Jair Bolsonaro (sem partido). O senador Flávio Bolsonaro e o vereador pelo Rio, Carlos Bolsonaro, filhos do presidente, se filiaram ao Republicanos, partido do prefeito. Flávio, inclusive, já visitou o hospital de campanha do Riocentro ao lado de Crivella.

Parte dos respiradores está sendo montada no hospital de campanha da prefeitura, na Zona Oeste. O voo JJ 9518, da Latam, foi realizado por um Boeing 777 de passageiros, mas adaptado para o transporte de cargas, tanto na cabine, quanto no porão da aeronave. Crivella recebeu pessoalmente os equipamentos. O prefeito entrou no avião e sua assessoria o fotografou ao lado da tripulação e das caixas com itens médicos. Em seguida, o órgão divulgou as imagens no site da prefeitura e no perfil oficial de Crivella nas redes sociais. Ele também gravou um vídeo.

“Estamos tendo a honra de receber das mãos desses heróis brasileiros, que atravessaram a Ásia inteira, vieram da China, foram para Amsterdam, atravessaram a Europa, o Atlântico, passaram 50 horas dentro desta aeronave, para salvarem vidas. (…) Foi uma carga trazida com muito amor, sacrifício para salvar vidas”, comemorou Crivella ao lado do piloto e de outros integrantes da tripulação.

A capital registrou 1.363 mortes por coronavírus, segundo o último boletim do governo do estado. Ao todo, são 11.026 casos confirmados. O segundo avião pousou no Rio na tarde desta quarta-feira, 13. No total, serão 300 respiradores, sendo 80 para o Hospital de Campanha, 200 para o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, Zona Norte da capital e referência no tratamento do Covid-19, e outros 20 para a Coordenação de Emergência Regional (CER) do Leblon.

Em nota, a prefeitura afirmou o seguinte: “A cidade do Rio de Janeiro é uma das poucas, senão a única no país a dispor em até 10 dias de 806 respiradores. O conjunto chega até o fim do mês. Isso, porque a cidade fez gestão e, em agosto de 2019, antes de se falar e se saber da pandemia, a Prefeitura determinou a renovação do parque tecnológico com a compra de equipamentos que agora chegam. Foram equipamentos comprados a um custo mais baixo e pago em parcelas. Por exemplo: cada respirador foi comprado por 12 mil dólares e será pago em 5 anos; atualmente, quem tenta comprar, além de não conseguir por causa da demanda, se depara com preços de 50 mil dólares por respirador. Nesse momento, a chegada de cada respirador é um alívio para a população”.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)