Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Netos de Edir Macedo negam rapto pela Igreja Universal

Irmãos foram citados em série de reportagens de emissora portuguesa sobre envolvimento da igreja em suposto esquema de tráfico de crianças

Por Da Redação Atualizado em 12 dez 2017, 14h48 - Publicado em 12 dez 2017, 11h16

Os netos do bispo Edir Macedoda Igreja Universal do Reino de Deus, rebateram a emissora de TV portuguesa TVI, que veiculou uma série de reportagens que envolve a IURD em um suposto esquema de tráfico de crianças. Em um vídeo publicado no YouTube, Louis Carlos de Andrade e Vera de Andrade afirmam que a emissora está mentindo.

Segundo a emissora, líder de audiência na TV aberta em Portugal, várias crianças desapareceram de um lar pertencente à IURD depois de terem sido deixadas lá por famílias pobres. Na série O Segredo dos Deuses, o canal português sustenta que essas crianças acabavam em outro país e depois eram adotadas irregularmente por bispos e pastores da Universal, fundada por Macedo há 40 anos.

Duas dessas crianças, segundo a reportagem, seriam Louis e Vera, adotados pela filha mais nova do bispo, Viviane Freitas. “A TVI está dizendo coisas a nosso respeito que não são verdadeiras. Estão dizendo que fomos raptados pela cúpula da Igreja Universal, mas nós não fomos raptados”, disse Louis no vídeo. “Fomos adotados de forma legal.”

Louis Carlos afirmou que a atitude da emissora portuguesa “não é justa”. “Fomos acolhidos por uma família que nos ama e vivemos muito bem com eles. Queremos dizer à TVI que não é justo, de forma nenhuma, o que eles estão fazendo conosco. E queremos o direito de resposta a vocês”, disse

No mesmo vídeo, Vera afirma que a adoção do casal foi autorizada pelas três entidades com maior credibilidade em Portugal: a Santa Casa de Misericórdia, o Tribunal de Família de Lisboa e a Segurança Social. Ela pede também que a TVI pare de veicular o nome dos dois, bem como a imagem deles.

“Pelo menos deveriam nos respeitar. E com certeza o jornalismo da TVI perdeu qualquer credibilidade”, afirmou ela. “Quero dizer como cidadã portuguesa que vou exigir meu direito por me sentir lesada e desde já eu proíbo que minha imagem e meu nome sejam divulgados na TV”. A Universal emitiu uma nota na qual afirma que a TVI promove uma “campanha difamatória” contra a instituição.

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=LJVqb62wSPY&h=315]

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)