Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Militares no Rio usam máscara de caveira para proteger o rosto

Acessório é proteção contra os raios solares e ajuda a secar rapidamente o suor sem prejudicar a respiração

Por Da Redação Atualizado em 27 set 2017, 15h40 - Publicado em 27 set 2017, 10h15

Militares das Forças Armadas têm chamado atenção na ocupação da Favela da Rocinha por utilizarem uma espécie de máscara com estampa de caveira. De acordo com os soldados, o acessório, também conhecido como balaclava, não tem a intenção de assustar a população. Eles alegam que a máscara, feita de poliviscose – conhecida como malha fria – protege a pele do rosto dos raios solares e seca rapidamente o suor sem prejudicar a respiração.

Não é a primeira vez que equipes de segurança foram vistas utilizando peças assim durante operações. Em maio, policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) usaram o ‘lenço palestino’. Na ocasião, o comando da PM argumentou que o acessório protegia o rosto do policial, inclusive contra estilhaços, e podia servir como torniquete em casos de socorro a feridos.

De acordo com o Comando do Exército, o uso da balaclava nas cores preta e azul-ferrete está previsto nos regulamentos de uniformes das Forças Armadas. A utilização de qualquer acessório que fuja dessas regras ainda está sendo apurada.


Continua após a publicidade
Publicidade