Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Menina de oito anos sobrevive após cair do quarto andar de prédio em SP

Polícia Civil fez registro de queda acidental, mas aguarda resultado da perícia; madrasta disse que criança teria usado tesoura para cortar rede de proteção

Uma menina de oito anos teve ferimentos graves ao cair do quarto andar de um prédio na madrugada desta quinta-feira, 7, em Sorocaba, interior de São Paulo. A menina foi internada com fraturas nas pernas e possível traumatismo craniano no Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS). A madrasta disse à polícia que a criança estava sozinha e cortou a tela de proteção da varanda com uma tesoura, caindo da janela. A Polícia Civil fez registro de queda acidental, mas aguarda o resultado da perícia.

O acidente aconteceu por volta das 4h10 em um conjunto de prédios do Parque Três Meninos, zona leste da cidade. A madrasta disse ter saído por dez minutos para levar o marido ao trabalho e, quando retornou, encontrou a menina caída do lado de fora do prédio. A criança estava ferida e pedia socorro. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e uma equipe do Corpo de Bombeiros fizeram o resgate e levaram a criança ao hospital.

Aos policiais, conforme registro do boletim de ocorrência, a madrasta disse que a menina teria usado uma tesoura para cortar a rede de proteção. Ela contou que a enteada teria ficado dois meses com a mãe em São Paulo e, após o retorno, mostrou um comportamento mais introspectivo. Uma perícia preliminar constatou o corte na rede de proteção da varanda. A tesoura, encontrada no sofá, foi levada para perícia. O pai da menina acompanhava o atendimento à filha no hospital. Nem ele, nem a madrasta falaram com a imprensa.

A Polícia Civil informou que vai aguardar o laudo da perícia para esclarecer o que aconteceu. Para isso, serão requisitadas imagens de câmeras do condomínio. Ainda de acordo com a polícia, também será investigado suposto abandono de incapaz pelo fato de a queda ter acontecido quando a criança estava sozinha, resultando em lesões graves.